Flores de cerejeira e da paineira (paisagens)

  • Euler Sandeville Júnior Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
  • Akemi Hijioka Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Palavras-chave: Paisagem. Ambiente. Natureza. Cultura

Resumo

Este trabalho explora o significado e a constituição da palavra paisagem no japonês e no português, procurando recuperar aspectos abandonados por uma excessiva valorização da paisagem como visualidade, forma ou representação. Coloca como fundamentais a essa reconstituição necessária de significados e sensibilidades, o sentido da paisagem enquanto vivência e experiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Euler Sandeville Júnior, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Arquiteto e Urbanista (PUC.Camp, 1981), Arte-Educador (FEBASP, 1983), Mestre e Doutor em Estruturas Ambientais Urbanas (FAU.USP, 1994, 1999), Pós-Graduação em Ecologia (USJT, 1996). Professor dos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e do Programa de Pós- Graduação em Ciência Ambiental da USP_PROCAM, coordenador da Área de Concentração Paisagem e Ambiente e Coordenador do Laboratório Gestão e Projeto do Espaço (FAU.USP). sites: http://www.ambiente.arq.br
Akemi Hijioka, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Arquiteta Urbanista (UBC, 1992), Mestrando em Urbanismo (PUC Campinas, 2005 - em curso)
Publicado
2007-12-31
Como Citar
Sandeville Júnior, E., & Hijioka, A. (2007). Flores de cerejeira e da paineira (paisagens). Paisagem E Ambiente, (24), 201-207. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i24p201-207
Seção
ENEPEA