Critérios para intervenções e transformação do sistema de espaços livres: uma reflexão conceitual e metodológica

  • Jonathas Magalhães Pereira da Silva Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Denio Munia Benfatti Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Wilson Ribeiro dos Santos Júnior Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Claudia Pezzuto
Palavras-chave: Sistema de Espaços Livres. Gestão urbana. Premissas de planos e projetos.

Resumo

O presente texto é fruto da pesquisa “Os Sistemas de Espaços Livres na Constituição da Forma Urbana Contemporânea no Brasil: Produção e Apropriação – QUAPÁ-SEL II – Quadro do Paisagismo – Sistema de Espaços Livres de Edificação”. O artigo apresenta as premissas e os critérios adotados para o entendimento da forma urbana e para o estabelecimento de ações que visam à desejada “qualificação” do Sistema de Espaços Livres de edificação de uma área urbana. Problematiza-se o termo “qualificação” e são discutidos os pressupostos subjacentes à escolha das categorias de análise utilizadas para a confecção dos mapas síntese durante a pesquisa QUAPÁ-SEL. Os aspectos ambientais, funcionais e estéticos utilizados na análise de espaços livres de edificação mostram-se insuficientes para analisar o Sistema de Espaços Livres, pois estes, diferentes de seus elementos, se consolidam em função de aspectos urbanos de mobilidade e acessibilidade, da composição fundiária, da dinâmica e do modelo econômico, de fatores climáticos e do contexto social, considerando as diferentes dinâmicas de apropriação do espaço. Desta reflexão propõe-se para discussão uma lista de diretrizes, que não pretende ser exaustiva, para o estabelecimento de pressupostos para as ações propositivas, ressaltando a necessidade prévia de definição dos critérios de prioridades aos quais o projeto se submete, isto é, uma ética declarada do que se quer transformar. Portanto, com a intenção de provocar o debate, levantam-se alguns princípios chaves a serem explicitados no colóquio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonathas Magalhães Pereira da Silva, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo (POSURB) da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Rodovia Dom Pedro I, km 136, Parque das Universidades, 13086-900, Campinas, SP, Brasil.

Denio Munia Benfatti, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo (POSURB) da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).

Wilson Ribeiro dos Santos Júnior, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo (POSURB) da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).

Claudia Pezzuto

Professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Infraestrutura Urbana da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).


Referências

ABREU, Loyde Vieira; LABAKI, Lucila Chebel. Conforto térmico propiciado por algumas espécies arbóreas: avaliação do raio de influência através de diferentes índices de conforto. Ambiente Construído, Revista da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, Porto Alegre, v.10, n. 4, out/dez, 2010, p. 103-117.

ABREU, Loyde Vieira; LABAKI, Lucila Chebel; MATZARAKIS, Andreas. Reduction of mean radiante temperature by cluster of trees in urban and architectural planning. In: Tropical Climates The case of Campinas, Brazil. In: PLEA2012- 28TH CONFERENCE, OPPORTUNITIES, LIMITS & NEEDS TOWARDS NA ENVIRONMENTALLY RESPONSIBLE ARCHITECTURE Lima, Peru 7-9, nov. 2012.

ACSERAD, Henry (Org.). Cartografias sociais e território. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional, Rio de Janeiro (UFRJ-IPPUR), 2008. 168p.

AKIBARI, Hashem. Shade trees reduce Building energy use and CO2 emissions from power plants. Environmental Pollution, 116, 2002, p. 119-126.

AKIBARI, Hashem; SHEA ROSE, Leanna. Urban Surfaces and Heat Sland Mitigation Potentials. Journal of the Human-Environmental System, v.11, n.2, 2008, p.85-101.

BRASIL, Decreto n°3725, de 10 de Janeiro de 2001. Regulamenta a Lei n°9636, de 15 de maio de 1998, que dispõe sobre a regularização, administração, aforamento e alienação de bens e imóveis de domínio da União, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Seção 1, 11 jan. 2001, p.4.

BRASIL, PROJETO ORLA: fundamentos para gestão integrada. Brasília: MMA/SQA; Brasília: MP/SPU, 2002, 78 p.

CAMPOS, Ana Cecilia de Arruda; QUEIROGA, Eugenio Fernandes; GALENDER, Fany Cutcher; DFGRFAS, Helana; AKAMINI, Rogério; MACEDO, Sílvio Soares; CUSTÓDIO, Vanderli (Orgs.). Quadro dos sistemas de espaços livres nas cidades brasileiras. São Paulo: FAUUSP, 2012.

CHOAY, Françoise. L’utopie aunjourd’hue c’est retrouver le sens local. Courrier International, n°533, supplément, 18 janv. 2001.

DOUGLAS, Mary; WILDAVAKY, Aaron. Risk and culturre. Na essay on the selection of the technical and environmental dangers. Los Angeles: Berkley: University of California Press, 1982. 232 p.

ELY, Daise Fabiana. Teoria e método da climatologia geográfica brasileira: uma abordagem sobre seus discursos e práticas. 2006. 208 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Ciências e Tecnologias da Uniiversidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, 2006.

FORMAN, Richard T. T. Land Mosaics: the ecology of landscapes and regions. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.

LABAKI, Lucila Chebel; FONTES, Maria Solange Gurgel de Castro; BUENO-BARTHLOMEI, Carolina Latufa; DACANAL, Cristiane. Conforto térmico em espaços públicos da passagem: estudos em ruas de pedestres no estado de São Paulo. Ambiente Construído, Porto Alegre, v.12, n°1, jan./mar. 2012. P. 167-183.

MACEDO, Sívio; QUEIROGA, Eugênio Fernandes; GALENDER, Fany Cutcher; CAMPOS, Ana Cecília de Arruda; CUSTÓDIO, Vanderli; DEGREAS, Helena; GONÇALVEZ, Fábio Mariz et al. (2011). Os Sistemas de Espaços Livres e a constituição da esfera pública contemporânea brasileira. Relatório de pesquisa, FAUUSP, São Paulo, 1995.

MAGNOLI, Miranda Martinelli. Espaços livres e Urbanização: uma introdução a aspectos da paisagem metropolitana. 1982. 116 f. Tese (livre-docência)- Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1982.

MAGNOLI, Miranda Martinelli. O parque no desenho urbano. Paisagem e Ambiente: ensaios, n.21, 2006, São Paulo: FAUUSP, p. 199-214.

OKE, Tim R. Initial guidance to obtain representative meteorological observations at urban sites. WMO, Instruments

And Observing Methods, Report n°81, WMO/TD- No. 1250, 2006.

SANTOS, Milton. O pais distorcido. São Paulo: Publifolha, 2001. 224 p.

SILVA, Johnathas Magalhães Pereira da; TÂNGARI, Vera Regina. Requalificação de paisagens centrais: o Plano de Integração dos Espaços Públicos Livres de Edificação da Região Administrativa de São Cristovão- Rio de Janeiro. In: TERRA, Carlos G.; ANDRADE, Rubens de (Org.). Construção de Paisagens: instrumentações práticas, teórico-conceituais e projetuais, v.3, Coleção Paisagens Culturais. Rio de Janeiro: UFRJ, Escola de Belas Artes, 2008, p. 375-387.

TÂNGARI, Vera Regina; SILVA, Jonathas Magalhães Pereira da. Integrated Open Spaces and Green Areas Plan for the Regional Districts of Jacarepaguá and Cidade de Deus, in Rio de Janeiro/ Brasil. Conceptual Proposal. In 46th IFLA WORLD CONGRESS 2009, Rio de Janeiro. Proceedings- Green infraestructure: High Performance Landscapes. Rio de Janeiro: ABAP- PROURB FAU URFRJ, v.1, Rio de Janeiro, 2009.

Publicado
2014-06-25
Como Citar
Silva, J., Benfatti, D., Santos Júnior, W., & Pezzuto, C. (2014). Critérios para intervenções e transformação do sistema de espaços livres: uma reflexão conceitual e metodológica. Paisagem E Ambiente, (33), 11-28. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i33p11-28
Seção
Fundamentos