“Uma Vez”

Empréstimo do alemão no português falado em Itapiranga e São João do Oeste

  • Marcelo Krug Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Elena Ruscheinsky Instituto Federal de Santa Catarina
  • Cristiane Horst Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Bilinguismo Hunsrückisch-português, contatos linguísticos, variação linguística

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar os usos da palavra mal na língua alemã, comparandoos com possíveis traduções para a língua portuguesa. A partir dos dados levantados e analisados, busca-se descrever o uso da variante uma vez no português em Itapiranga e São João do Oeste, localidades situadas no oeste de Santa Catarina, Brasil, com forte presença de falantes do alemão Hunsrückisch como língua de imigração. Para a realização do estudo, seguiu-se a metodologia proposta pela dialetologia pluridimensional e relacional, conforme Thun (1998). No presente estudo, realizaram-se entrevistas com 16 falantes bilíngues Hunsrückisch/português das duas localidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-02-22
Como Citar
Krug, M., Ruscheinsky, E., & Horst, C. (2019). “Uma Vez”. Pandaemonium Germanicum, 22(37), 231-250. https://doi.org/10.11606/1982-88372237231
Seção
Artigos