Plurizentrik und DACH-Bezug bei Lehrwerken in brasilianischen Deutschstudiengängen: eine Bilanz

Palavras-chave: análise de livro didático, alemão como língua estrangeira (ALE), didática cultural, universidades brasileiras

Resumo

O presente artigo parte da dúvida de numerosos professores de Alemão como Língua Estrangeira (ALE) sobre uma representação adequada que respeita a grande heterogeneidade linguística e cultural dos países germânicos em livros didáticos elaborados na Alemanha. Na primeira parte se situa a apresentação de algumas bases de avaliação de manuais didáticos e didática cultural sob a perspectiva da disciplina ALE. Na segunda parte, segue a análise de nove livros de ALE em uso em universidades brasileiras no ano 2019, com indicadores do “princípio DACH”. Os resultados indicam que as dificuldades encontradas por professores de alemão em matéria de cultura alemã não teriam sua origem necessariamente na falta de material adequado, mas que seriam relacionadas com uma insegurança de como trabalhar conteúdo cultural em sala de aula. O artigo fecha com a reivindicação de integrar, ainda em escala maior, conteúdos culturais na formação de professores de alemão no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean Paul Voerkel, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Letras, Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ, 20550-900, Brasil.

Zichun Huang, Friedrich-Schiller-Universität

Friedrich-Schiller-Universität Jena, Ernst-Abbe-Platz 8, Jena, Thüringen, 07743, Alemanha.

Publicado
2020-07-14
Como Citar
Voerkel, J. P., & Huang, Z. (2020). Plurizentrik und DACH-Bezug bei Lehrwerken in brasilianischen Deutschstudiengängen: eine Bilanz. Pandaemonium Germanicum, 23(41), 24-50. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8837.v23i41p24-50
Seção
Artigos