Goethe e Brecht em diálogo

  • Eloa Heise
Palavras-chave: Goethe, Brecht, paródia, intertextualidade

Resumo

O propósito desse trabalho é tecer um paralelo entre os prólogos do  Faust I, o “prólogo no céu” de Goethe e o prólogo da peça de Brecht  Der gute Mensch von Sezuan. A análise comparativa dos dois textos oferece subsídios para se afirmar que Brecht cria uma paródia do prólogo goethiano, procedimento que será interpretado como uma das características da literatura do século XX. Tal recurso de intert extualidade e de recriação será visto como uma forma de caracterizar o presente amorfo a partir do confronto e da analogia, com visão crítica, de uma obra consagrada da tradição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eloa Heise

Professora Doutora no Departamento de Letras Modernas da  Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Publicado
2008-11-05
Como Citar
Heise, E. (2008). Goethe e Brecht em diálogo. Pandaemonium Germanicum, (12), 14-22. https://doi.org/10.11606/1982-8837.pg.2008.62224
Seção
Literatura/ Cultura - Literatur-/Kulturwissenschaft