Recent Developments in Phonology

  • Heiz Vater
Palavras-chave: Fonologia Autosegmental, Fonologia Métrica, Fonologia Não-linear, Prosódia, Sílaba, Sonoridade

Resumo

Como quase nenhuma outra disciplina linguística, a fonologia pasou por uma evolução turbulenta nas duas últimas décadas. Ao contrário da abordagem clássica da Gramática Gerativa, que se concentrou na descrição de cadeias de segmentos fonológicos e de suas transformações em virtude de regras fonológicas, a Fonologia Não-linear colocou as relações prosódicas em enunciados em primeiro plano. A sílaba foi redescoberta como unidade prosódica; muitos trabalhos foram dedicados à análise de estruturas silábicas e de relações de sonoridade. Acima da sílaba, o pé e a palavra fonológica foram utilizados como unidades prosódicas relevantes para a descrição das estruturas de acento e entonação. Abaixo da sílaba, reabilitou-se a mora, já conhecida a partir da Filologia Clássica.

No presente artigo, descrevem-se, a partir de exemplos do alemão e de outras línguas, as duas abordagens principais da Fonologia Não-linear, a Fonologia Autosegmental e a Fonologia Métrica. Procura-se mostrar que, com esses modelos, alguns fenômenos prosódico-fonológicos que antes só podiam ser descritos com grandes dificuldades ou eram até mesmo indescritíveis podem ser analisados de maneira adequada e elegante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Heiz Vater
The author is Emeritus Professor of German Linguistics at the University of Cologne.
Publicado
2000-11-05
Como Citar
Vater, H. (2000). Recent Developments in Phonology. Pandaemonium Germanicum, (4), 369-408. https://doi.org/10.11606/1982-8837.pg.2000.64265
Edição
Seção
Língua/Sprache