Witnessing: Testimony of Linguistic Memory - The Case of Victor Klemperer

  • Hinrich C. Seeba
Palavras-chave: História e memória, Literatura de testemunho, Crítica da linguagem, Nacional-socialismo, Holocausto, Victor Klemperer

Resumo

Diante da enorme repercussão pública, nos anos 1990, dos diários de Victor Klemperer sobre sua experiência pessoal como judeu na Alemanha nazista, este artigo discute o tipo específico de conhecimento da história proporcionado pela literatura de testemunho. Durante o período do holocausto, no confronto diário com a morte, o conhecimento histórico verdadeiro se aguçou nas experiências pessoais. O jornal clandestino de Klemperer expõe como o trauma coletivo afetou a todos por meio dos padrões cotidianos de fala, ditados pela apropriação nazista da língua alemã. Nessa memória da história do cotidianos enquanto história crítica da linguagem pode ser visto o valor específico da literatura de testemunho. A função da crônica de Klemperer da lingua Tertii Imperii consiste em desenvolver nos leitores a sensibilidade linguística, no sentido de poderem se reapropriar de sua língua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hinrich C. Seeba

The author is professor of German Studies at the University of California at Berkley.

Publicado
2001-12-19
Como Citar
Seeba, H. (2001). Witnessing: Testimony of Linguistic Memory - The Case of Victor Klemperer. Pandaemonium Germanicum, (5), 89-100. https://doi.org/10.11606/1982-8837.pg.2001.64327
Edição
Seção
Literatura/Cultura - Literatur-/Kulturwissenschaft