Movimentos sociais, partidos políticos e análise de redes: uma entrevista com Ann Mische

  • Catalina González Zambrano Universidade de São Paulo
  • Gabriela Pereira Martins Universidade de São Paulo
  • Rafael de Souza Universidade de São Paulo

Resumo

Ann Mische possui bacharelado em Filosofia pela Universidade de Yale, com Mestrado e Doutorado em Sociologia pela New School for Social Research. Suas áreas de interesse se concentram na Sociologia da Cultura e dos Movimentos Sociais. Seus trabalhos são referência para quem pesquisa a partir da Sociologia Relacional e da análise de redes. Atualmente, é professora de Sociologia e de estudos de conflito e paz no Kroc Institute for International Peace Studies e no Departamento de Sociologia da Universidade de Notre Dame, em South Bend, Indiana, nos Estados Unidos.

A socióloga norte-americana desenvolveu sua tese doutoral que analisou a participação de movimentos sociais e redes de jovens na luta pelo impeachment, em 1992, com orientação do professor Charles Tilly. Depois, elaborou a tese em um livro mais extenso e detalhado sobre redes de movimentos juvenis no período da redemocratição, intitulado Partisan publics: communication and contention across Brazilian youth activist networks. Nessa obra, Mische trata da relação entre associações cívicas e partidárias entre jovens brasileiros, durante os anos de transição e reconstrução democrática, examinando, para tanto, as afiliações múltiplas de ativistas. Isso ajudou a entender os diversos tipos de lideranças políticas, sobretudo por meio da análise de redes, interpretativa e histórica.

O livro foi publicado em 2008, pela Princeton University Press, e obteve menção honrosa de melhor obra em Sociologia Política da Associação Americana de Sociologia, em 2009. A professora Ann Mische esteve no Brasil a convite do Laboratório de Pesquisa Social (Laps) do Departamento de Sociologia da USP e ministrou a conferência “‘Vem pra rua, mas sem partido’: ambivalência partidária e a reconfiguração do ativismo no Brasil”. A entrevista a seguir foi realizada no dia 04 de agosto de 2014 e se atém à sua trajetória acadêmica, sua pesquisa no Brasil e à atualidade dos movimentos sociais no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Catalina González Zambrano, Universidade de São Paulo
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo.

Gabriela Pereira Martins, Universidade de São Paulo
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo.
Rafael de Souza, Universidade de São Paulo
Doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo.
Publicado
2015-06-01
Como Citar
Zambrano, C., Martins, G., & Souza, R. (2015). Movimentos sociais, partidos políticos e análise de redes: uma entrevista com Ann Mische. Plural, 22(1), 131-141. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2015.102218
Seção
Dossiê: “Movimentos Sociais e Instituições Políticas na América Latina”