O conceito de Estado para os estudos realistas das relações internacionais: uma análise sobre a obra A política entre as nações de Hans Morgenthau

  • Tatiana Berringer Universidade Federal do ABC
Palavras-chave: Hans Mongenthau, Estado, Nação, Relações Internacionais.

Resumo

Este artigo analisa o conceito de Estado utilizado pela corrente realista dos estudos de relações internacionais, abordagem considerada hegemônica nessa área de estudos das ciências sociais, em geral, e da ciência política, em particular. Analisamos como essa categoria foi tratada por Hans Morgenthau, um dos principais autores dessa corrente, na sua obra A política entre as nações. Verificamos uma forte influência do pensamento de Weber, Maquiavel e Hobbes, mas inferimos que Morgenthau não se preocupou em definir claramente o conceito de Estado-nação, e que utilizou concepções divergentes na ciência política — pluralistas e elitistas —, o que leva a uma inconsistência teórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiana Berringer, Universidade Federal do ABC
Professora de Relações Internacionais da UFABC
Publicado
2017-12-02
Como Citar
Berringer, T. (2017). O conceito de Estado para os estudos realistas das relações internacionais: uma análise sobre a obra A política entre as nações de Hans Morgenthau. Plural, 24(2), 16-37. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2017.142992
Seção
Dossiê: "Relações Internacionais: objeto e fronteira das ciências sociais?"