Brexit na perspectiva do Path Dependency

  • Giorgio Romano Schutte Universidade Federal do ABC
Palavras-chave: Brexit, Path Dependency, Integração Europeia, Reino Unido.

Resumo

Esta pesquisa analisou o Brexit em uma perspectiva histórica, focando a conturbada relação entre a Europa continental e o Reino Unido ao longo do século XX, com ênfase no período pós Segunda Guerra Mundial. Foi utilizado o conceito de path dependency para argumentar sobre o papel de fatores históricos e decisões do passado, embora tomados em outras circunstâncias, ainda com força para influenciar o presente, para entender o Brexit. A premissa básica que será apresentada no ensaio é que o Reino Unido nunca participou de fato da ideia da Europa e sempre se viu como um país diferente por sua história e seu papel no mundo. Quando entrou, foi com uma perna só, a outra sempre ficou atrás, inclusive devido às especificidades de sua estrutura econômica herdada do passado, em particular no que diz respeito à agricultura. Desta forma, defende-se que, embora longe de ter sido inevitável, se tratou de um fenômeno limitado ao Reino Unido que tinha pouquíssima probabilidade de se repetir em outros países da União Europeia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giorgio Romano Schutte, Universidade Federal do ABC
Professor de Relações Internacionais da UFABC
Publicado
2017-12-02
Como Citar
Schutte, G. (2017). Brexit na perspectiva do Path Dependency. Plural, 24(2), 114-113. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2017.142996
Seção
Dossiê: "Relações Internacionais: objeto e fronteira das ciências sociais?"