Sobre o feminicídio, o direito da mulher de nomear suas experiências

  • Jackeline Aparecida Ferreira Romio Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Feminicídio, Feminicídio na América Latina, Feminicídio no Brasil, Violência doméstica, Violência sexual, Violência reprodutiva, Desigualdades

Resumo

No artigo argumenta-se a necessidade de analisar a violência e a morte de mulheres de maneira a entendê-la dentro do quadro complexo das políticas de controle do corpo e sexualidade. Este tipo de abordagem tem sido especialmente produzido por feministas através da caracterização do fenômeno denominado feminicídio. O texto analisa e explica como o conceito de feminicídios foi se modernizando e se amplificando e se adequando às realidades nacionais latino-americanas ao se propagarem enquanto lei.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jackeline Aparecida Ferreira Romio, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Demografia pela UNICAMP, em Tese de doutorado defendida em 2017, intitulada “Feminicídios no Brasil, uma proposta de análise com dados da saúde”. O artigo aqui apresentado toma como base o tópico “feminicídio sexual” da tese.

Publicado
2019-07-05
Como Citar
Romio, J. (2019). Sobre o feminicídio, o direito da mulher de nomear suas experiências. Plural, 26(1), 79-102. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2019.159745
Seção
Dossiê: "Gênero em perspectiva interseccional"