Regionalizando o mundo social: configurações, campos e interações face a face

  • Célia da Graça Arribas Universidade de São Paulo

Resumo

Tendo em mente a diversidade de enquadramentos sociológicos disponíveis na contemporaneidade, pretende-se, neste texto, destacar apenas três propostas analíticas consideradas bem-sucedidas: as de Norbert Elias, Pierre Bourdieu e Erving Goffman. A intenção, como não poderia ser de outro modo, não é a de esgotar as explicações ou saídas metodológicas pensadas por esses grandes nomes pertencentes a tradições sociológicas distintas - alemã, francesa e estadunidense, respectivamente. Interessa, antes, ressaltar o jogo de escalas e as diferentes maneiras por meio das quais cada autor buscou capturar os arranjos societários – configurações, campos sociais e interações face a face. Ao partir dos primórdios da sociologia, a ideia é percorrer as perspectivas sociológicas dos “pais fundadores”, sobretudo com relação à proposição de Max Weber, cujos escritos parecem uma súmula para a produção contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célia da Graça Arribas, Universidade de São Paulo
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da FFLCH/USP.
Publicado
2012-12-13
Como Citar
Arribas, C. (2012). Regionalizando o mundo social: configurações, campos e interações face a face. Plural - Revista De Ciências Sociais, 19(2), 51-68. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2012.74435
Seção
Artigos