Cuidados médicos de si e resistência nos textos autobiográficos de Friedrich Nietzsche

  • Daniel Pereira Andrade Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Nietzsche, biopoder, cuidado médico de si, autobiografia, resistência.

Resumo

Devido à sua doença crônica, Nietzsche foi incitado a adotar o saber médico-psiquiátrico do final do século XIX para escrever sobre si. Contudo, Nietzsche converteu esse conhecimento médico em uma preocupação ética, estabelecendo um novo cuidado de si e realizando uma série de ensaios consigo mesmo. Com isso, constituiu uma nova experiência que escapava à objetivação e ao esquadrinhamento do saber científico e voltou o próprio discurso médico-psiquiátrico contra o biopoder e seus mecanismos disciplinares e bio-regulamentadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Pereira Andrade, Universidade de São Paulo

Mestre em Sociologia pela FFLCH/USP e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da FFLCH/USP

Publicado
2006-12-01
Como Citar
Andrade, D. (2006). Cuidados médicos de si e resistência nos textos autobiográficos de Friedrich Nietzsche. Plural, 13, 61-84. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2006.75161
Seção
Artigos