O mosaico antiglobalização visto sob o prisma de Jacques Rancière

Autores

  • Diego Azzi Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2007.75461

Palavras-chave:

politica, globalização, movimentos sociais, Jacques Rancière

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar conceitos importantes do pensamento do filósofo francês Jacques Rancière, sobretudo a partir da noção de partilha do sensível. Com base na pesquisa de Mestrado realizada sobre os movimentos antiglobalização, são expostas hipóteses para a compreensão destes como produtores de inscrições dissensuais na ordem sensível policial, reatualizanclo a política em meio a um mosaico de modos de subjetivação e diferenças geracionais. Finalmente, são tecidas considerações acerca da importância do emprego do marco teórico de Rancière para o entendimento propriamente sociológico da política contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Azzi, Universidade de São Paulo

Mestre em Sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Publicado

2007-12-01

Como Citar

Azzi, D. (2007). O mosaico antiglobalização visto sob o prisma de Jacques Rancière. Plural - Revista De Ciências Sociais, 14, 51-76. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2007.75461

Edição

Seção

Artigos