As origens da social-democracia alemã e seu processo de unificação

Autores

  • Joana El-Jaick Andrade Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2007.75462

Palavras-chave:

social-democracia, movimento operário, marxismo

Resumo

O final do século XIX foi marcado pela expansão e progressiva hegemonia do marxismo no interior do movimento operário europeu, destacando-se a influência exercida pela social-democracia alemã c sua significativa conversão em paradigma organizativo para os demais partidos social-democratas criados. Tal reorientação politica da social-democracia, no entanto, não representou uma real unidade teórica e prática no âmbito do partido. Este artigo pretende traçar o percurso do movimento operário alemão em direção à constituição de formas de organização de classe autônomas e independentes, bem como analisar o complexo e contraditório processo de sua unificação partidária, sob a influência das idéias marxistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joana El-Jaick Andrade, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2007-12-01

Como Citar

Andrade, J. E.-J. (2007). As origens da social-democracia alemã e seu processo de unificação. Plural - Revista De Ciências Sociais, 14, 77-102. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2007.75462

Edição

Seção

Artigos