A redução da jornada de trabalho em questão

  • Giuseppina Rosaria de Grazia Universidade de São Paulo
Palavras-chave: jornada de trabalho, flexibilização, desregulamentação, capital, trabalho.

Resumo

Histórico das reivindicações dos trabalhadores para conquista de melhores condições de trabalho e de vida. A redução da jornada de trabalho, nos anos 70, é retomada como tendo como principal objetivo o enfrentamento dos altos índices de desmprego. O debate a respeito do tempo de trabalho se intensifica em diversos países europeus ao mesmo tempo em que se amplia a tendência à flexibilização da jornada e à desregulamentação das relações de trabalho dentro da nova ordem produtiva pós-fordista e do novo modelo político que acompanhou a reestruturação do capital. Ainda sem avaliações consensuais a respeito do impacto na criação de empregos, as recentes experiências de redução de jornada estariam sendo utilizadas pelo capital como porta de entrada para impulsionar a flexibilização e desregulamentação do tempo de trabalho, tendo em vista a necessária sincronia com as demandas flexíveis do novo modelo produtivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giuseppina Rosaria de Grazia, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Sociologia no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da USP

Publicado
2001-12-01
Como Citar
Grazia, G. (2001). A redução da jornada de trabalho em questão. Plural, 8, 63-86. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2001.75749
Edição
Seção
Artigos