Preencher os vazios: sociedade e estrutura fundiária na constituição do espaço urbano de Cascavel - da "Encruzilhada" à década de 1960

  • Naira Vicensi Brugnago Universidade Estadual de Maringá. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Maringá, PR http://orcid.org/0000-0003-4021-2211
  • André Augusto de Almeida Alves Universidade Estadual de Maringá. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Maringá, PR
Palavras-chave: Cidade de Cascavel. Modernização. Urbanização. Estrutura fundiária.

Resumo

Contraface daquelas que se tornam as metrópoles industriais do país, Cascavel, situada no oeste do estado do Paraná, é produto da modernização brasileira pós-1930. Partindo do debate sobre “vazios” territoriais e urbanos, o artigo retraça seu processo de ocupação e urbanização. Situa-o no entrecruzamento de episódios históricos, projetos políticos, dinâmicas econômicas, atuação de agentes públicos e privados; seu rebatimento na estrutura fundiária e na cidade, em uma sucessão de momentos e fatos que dialogam com a experiência local e nacional e revelam-se necessários ao entendimento deste processo que é o desenvolvimento do espaço.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Augusto de Almeida Alves, Universidade Estadual de Maringá. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Maringá, PR

Referências

BONDUKI, Nabil. ROLNIK, Raquel. Periferia da Grande São Paulo: reprodução do espaço como expediente de reprodução da força de trabalho. “In:” MARICATO, Ermínia (org.). A produção capitalista da casa e da cidade no Brasil industrial. 2 ed. São Paulo: Alfa-Omega, 1982. p. 117-154.

CARDOSO, Fernando Henrique. CAMARGO, Candido P. Ferreira de. KOWARICK, Lúcio. Considerações sobre o desenvolvimento de São Paulo: cultura e participação. São Paulo, CEBRAP, 1973. p. 43-68.

DIAS, Caio Smolarek.; FEIBER, Fúlvio Natércio.; MUKAI, Hitomi.; DIAS, Solange Smolarek. Cascavel: um espaço no tempo. A História do Planejamento Urbano. 2 ed. Cascavel: Sintagma Editores, 2011. 110p.

GROUDIN, Marcelo. O alvorecer de Toledo: colonização do Oeste do Paraná. Marechal Cândido Rondon: Editora Germânica, 2007. 338p.

KOWARICK, Lúcio. A espoliação Urbana. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. 205p.

MARIANO, Maicon. “A capital do Oeste”: Um estudo das transformações e (re) significações da ocupação urbana em Cascavel – PR (1976-2010). 2012. 135p. Dissertação (Mestrado em História) – Pós-Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

MARICATO, Ermínia Brasil cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis: Vozes, 2001. 204p.

MARICATO, Ermínia. Habitação e cidade. São Paulo: Atual, 1997. p.

MARICATO, Ermínia. Metrópole na periferia do capitalismo. desigualdade, ilegalidade e violência. São Paulo: Hucitec, 1995. 141p.

MARTINS, José de Souza. O cativeiro da terra. São Paulo: Editora Ciências Humanas, 1979. 157p.

OLIVEIRA, Francisco de. A economia brasileira: crítica a razão dualista. Petrópolis: Vozes/Cebrap, 1881. Publicado originalmente em Estudos Cebrap, 1972. p. 4-82.

PERFIL DO MUNICÍPIO. SEPLAN - Secretaria de Planejamento Urbano, Setor – CTM: Cadastro Técnico Municipal, 2003. Disponível em: http://www.cascavel.pr.gov.br/ secretarias/seplan/pagina. php?id= 202. Acesso em: 21 de out. 2013.

PIAIA, Vander. A ocupação do oeste paranaense e a formação de Cascavel: As singularidades de uma Cidade Comum. 2004. 386p. Tese (Doutorado em História) - Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2004.

REOLON, Cleverson Alexsander. Colonização e urbanização da mesorregião oeste do Paraná (1940-2000). R.RA’EGA. Curitiba: Editora UFPR. n.13, p. 49-57, 2007.

RIPPEL, Ricardo. Migração e desenvolvimento econômico no Oeste do estado do Paraná: uma análise de 1950 a 2000. 2005. 250p. Tese (Doutorado em Demografia) - Programa de Doutorado em Demografia do Instituto de Filosofia e Ciência Humanas da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

ROLNIK, Raquel. A cidade e a lei: legislação, política urbana e territórios na cidade de São Paulo. São Paulo: Nobel, Fapesp, 1997. 242p.

SCHNEIDER, Claércio Ivan. Os senhores da Terra: produção de consensos na fronteira Oeste do Paraná. Curitiba: Ed. Aos quatro ventos, 2002. 141p.

SERRA, Epídio. Os primeiros processos de ocupação da terra e a organização pioneira do espaço agrário no Paraná. Boletim da Geografia. Maringá, v, 10, n. 1. p. 23-57, 1992.

SIQUEIRA. Maria da Penha Smarzaro. Urbanização e desigualdade nacional: um descaminho no processo de desenvolvimento brasileiro. Dimensões, v. 25, p. 215-234, 2010.

SPERANÇA, Alceu; SPERANÇA, Carlos. Pequena história de Cascavel e do oeste. Curitiba: J. S. Impressora Ltda., 1980. 186p.

SPERANÇA, Alceu. Cascavel: A história. Curitiba: Lagarto, 1992. 321p.

WACHOWICZ, Ruy Christovam. Obrageros, Mensus e colonos: história do oeste paranaense. 2 ed. Curitiba: Ed. Vicentina, 1987. 175p.

Publicado
2017-08-31
Como Citar
Brugnago, N., & Alves, A. (2017). Preencher os vazios: sociedade e estrutura fundiária na constituição do espaço urbano de Cascavel - da "Encruzilhada" à década de 1960. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 24(43), 36-55. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v24i43p36-55
Seção
Artigos