A hospitalidade urbana e a multidão. Uma discussão sobre soberania, estados de exceção e inclusão no espaço público urbano a partir de alguns processos de ocupação massiva do território na cidade

  • Igor Guatelli Universidade Presbiteriana Mackenzie. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. São Paulo (SP)
Palavras-chave: Hospitalidade. Multidão. Vigilância. Soberania. Sujeito.

Resumo

No rastro dos protestos de rua ocorridos em meados de 2013 na cidade de São Paulo, o artigo investiga certos processos de ocupação, massiva, coletiva e momentânea, dos espaços públicos abertos da região central da cidade, sejam eles sob a égide da Lei do Estado ou “além” dela. Digamos que a observação de intrigantes e instáveis modos de ocupação e apropriação do espaço público - e não a estabilidade da paisagem construída, edificada - e suas constantes, momentâneas e circunstanciais reconfigurações, foi o leitmotiv para construção de uma reflexão crítica sobre incertas tendências paradoxais associadas à vida pública coletiva contemporânea. Objetivou-se analisar o território como uma relação indissociável entre pré-figurações normativas e configurações momentâneas espontâneas do espaço urbano por intermédio de fluxos apropriativos, constantes e/ou ocasionais. Do cotidiano ao mais eventual e incidental, o que foi possível ser pensado a partir dessa relação? A partir de uma matéria desubstanciada, um outro panorama epistemológico sobre a atualidade emerge, eivado de paradoxalidades. Do previsível, normalizado e normatizado ao inesperado, o espaçamento urbano – as mudanças do espaço no tempo - fez advir uma dimensão relevante de ser pensada [e de como ser pensada] acerca do “ser” público do território em algumas situações e ocasiões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Igor Guatelli, Universidade Presbiteriana Mackenzie. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. São Paulo (SP)

Graduado e mestre pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP), doutor pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Pós-doutor pelo Gerphau, laboratório de pesquisa em arquitetura urbana e filosofia da École Nationale Supérieure d¿Architecture de Paris ¿ La Villette, onde também é pesquisador associado e professor colaborador do DPEA, de Architecture et Philosophie. Autor do projeto e publicação ¿Baixio Viaduto do Café ¿ Academia Cora-Garrido?, exposto na Bienal Internacional de Arquitetura de Roterdã de 2009. Atualmente é professor pesquisador da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie e professor da Universidade Paulista (Unip). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie. Rua Itambé, 143 - Higienópolis - 01302-907 - São Paulo, SP, Brasil. Tel. (11) 2114-8313

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua I. Traduç Homo Sacer ão Henrique Burigo. 2a ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002. 207 p.

BENJAMIN, Walter. Critique de la violence. Traduction de l’allemand p Critique de la violence. ar Nicole Casanova. Paris: Payot & Rivages, 2012, 160 p.

DELEUZE, Gilles; Felix Guattari. O Anti-Édipo, Capitalismo e esquizofrenia 1, Traduç O Anti-Édipo ão Luiz B. L. Orlandi. Rio de Janeiro: Editora 34,2010, 560 p.

DERRIDA, Jacques. Força de lei. Tradução Leyla Perrone Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2007. 145 p.

DERRIDA, Jacques. Da hospitalidade. Tradução Antonio Romane. São Paul Da hospitalidade o: Escuta, 2003. 144 p.

FOUCAULT, Michel. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Fontes, 2008 ritório, população. 572 p.

HEIDEGGER, Martin. O acontecimento apropriativo. Rio de Janeiro: Foren O acontecimento apropriativo. se Universitária, 2013. 366 p.

NIETZSCHE, Friedrich. A vontade de poder. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, 2009, 516 p.

PEREIRA LEITE, Maria Ângela Faggin (org.). Milton Santos . Série Encontros. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2007, 208 p.

Publicado
2015-12-18
Como Citar
Guatelli, I. (2015). A hospitalidade urbana e a multidão. Uma discussão sobre soberania, estados de exceção e inclusão no espaço público urbano a partir de alguns processos de ocupação massiva do território na cidade. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 22(38), 172-190. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v22i38p172-190
Seção
Artigos