Mecanismos de linguagem nas artes durante a contrarreforma

  • Benjamim Saviani Instituto Pedra. São Paulo, (SP)
Palavras-chave: Retórica. Belas Artes. Contrarreforma. Princípios compositivos.

Resumo

O presente texto procura investigar padrões e princípios de composição no contexto da Contrarreforma católica, quando disposições de matriz fortemente retórica são compendiadas e usadas de maneira sistemática nos diferentes gêneros artísticos. Procura-se, assim, constatar uma forma mentis específica, de uma sociedade que operava muito pelo costume, ainda que se tenha o cuidado de não pretender que determinados conceitos vigorassem com a mesma intensidade e coerência ao longo de todo o período compreendido entre o advento do Concílio de Trento e a derrocada dos antigos regimes monárquicos europeus; mas sim, que conceitos semelhantes e “congênitos” circulassem de alguma forma, mais ou menos consciente de acordo com o caso e seus protagonistas, durante todo o período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Benjamim Saviani, Instituto Pedra. São Paulo, (SP)

Arquiteto e Urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Possui experiência acadêmica em restauro arquitetônico - Escuela Técnica Superior de Arquitectura – Madri e Università degli Studi – Florença. Atualmente atua como gerente de Projetos, com ênfase em levantamento arquitetônico e restauro, no Instituto Pedra (2014). Iniciou-se na pesquisa em História da Arte através de projeto financiado pela Fapesp, sob a orientação do Prof. Dr. Luciano Migliaccio (FAUUSP), com o trabalho “Mafai e Scipione: a Scuola Romana di Pittura no MAC-USP” (2011), resultando em artigo homônimo publicado pela revista “Ars” v. 10, n. 19 (CAP/ECA-USP, 2012), vindo a colaborar com a mostra de curadoria da Profa. Dra. Ana Gonçalves Magalhães, intitulada “Classicismo, Realismo e Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras”, no MACUSP. Rua Dona Veridiana, 107, ap. 82, Santa Cecília - 01238-010 - São Paulo, SP, Brasil - Tel. (11) 976-989-752

Referências

BASTOS, Rodrigo de Almeida. A maravilhosa fábrica de virtudes: o decoro na arquitetura religiosa de Vila Rica, Minas Gerais (1711-1822). São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo/Fapesp, 2013. 360 p.

BERNHARD, Christoph. Tractatus compositionis augmentatus. C. 1657.

BLUTEAU, Raphael. Vocabulário Portuguêz, e Latino, Aulico, Anatomico, Architectonico, Bellico, Botanico, Brasilico, Comico, Chimico, Dogmatico, Dialectico, Dendrologico, Ecclesiastico, Etymologico, Economico, Florifero, Forense, Fructifero, Geographico, Geometrico, Gnomonico, Hydrographico, Homonymico, Hierologico, Ichtyologico, Indico, Ifagogico, Laconico, Liturgico, Lithologico, Medico, Musico, Metereologico, Nautico, Numerico, Neoterico, Ortographico, Optico, Ornithoogico, poetico, Philologico, Pharmaceutico, Quidditativo, Qualitatiivo, Quantitativo, Rethorico, Rustico, Romano; Symbolico, Synonimico, Syllabico, Theologico, Terapeutico, Technologico, Uranologico, Xenophonico, Zoologico, autorizado com exemplos dos melhores escritores portuguezes, e latinos, e offerecido a el rey de Portugal, D. João V. pelo padre Raphael Bluteau, clerigo regular, doutor na Sagrada Theologia, Prêgador da Raynha de Inglaterra, Henriqueta Maria de França, & Calificador no sagrado Tribunal da Inquisição de Lisboa. Coimbra: 1712-13.

BOSCHI, Caio César. Os leigos e o poder (Irmandades leigas e política Colonizadora em minas Gerais). São Paulo: Ática, 1986.

COUTO, Mateus do. Tractado de Arquitectura que leo o Mestre, e Architect o Mattheus do Couto o velho. No anno de 1631. Microfilme de manuscrito, 1631.

GIOVIO, Paolo. Dialogo delle imprese militari et amorose (1557) di monsignor Giovio Vescovo di Nocera; con un Ragionamento di Messer Ludouico Domenichi, del medesimo soggetto. Con la tavola. In Lione, appresso Guglielmo Roviglio, 1559. Con Priuilegio del Rè.

HANSEN, João Adolfo. Alegoria: construção e interpretação da metáfora. Campinas: Hedra, 2006.

HANSEN, João Adolfo . Alguns preceitos da invenção e elocução metafóricas de emblemas e empresas. Revista chilena de literatura. n. 85, nov. 2013. p. 43-73. Disponível em: . Acesso em: 05 jan. 2015.

HANSEN, João Adolfo . Ler & ver: pressupostos da representação colonial. Desígnio: revista de história da arquitetura e do urbanismo. São Paulo: Annablume, 2009.

HANSEN, João Adolfo. Ut pictura poesis e verossimilhança na doutrina do conceito no século XVII colonial. Revista de crítica literária latinoamericana. 1997.

HERSEY, George L. Architecture and geometry in the age of the Baroque. Chicago: University of Chicago Press, 2000.

MINISTÉRIO DA CULTURA. SPHAN/PRÓ-MEMÓRIA. INVENTÁRIO NACIONAL DE BENS MÓVEIS E INTEGRADOS: Minas gerais. Módulo 2 – Região de Mariana. V. 6 – Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Rio de Janeiro, set. 1988.

MONTEVERDI, Claudio. Madrigali guarrieri, et amorosi, con alcuni opuscoli in genere rappresentatiuo, che faranno per breui Episodij frà i canti senza gesto. Veneza: Alessandro Vincenti, 1638.

RIPA, Cesare. Iconologia o vero Descrittioni dell’Imagini Universali (1593). Cavate dall’antichità et da altri luoghi da Cesare Ripa Perugino opera non meno utile che necessaria a Poeti, Pittori, Scultori, per rappresentare le virtù, vitii, affetti, et passioni umane. In Roma, Per gli Heredi di Gio. Gigliotti M. D.XCIII Com Privilegio Et com Licenza de’Superiori.

VIEIRA, Antônio (1655). “Sermão da Sexagésima”. In: Sermões I. São Paulo: Edições Loyola, 2008. p. 13-32. WITTKOWER, Rudolf (1962). Principî architettonici dell’età dell’Umanesimo. Trento: Einaudi, 2010.

ZUVILLAGA, Javier Navarro de. Portadas, alegorías, emblemas. In: Imágenes de la perspectiva. Madri: Siruela, 1996.

Publicado
2015-12-18
Como Citar
Saviani, B. (2015). Mecanismos de linguagem nas artes durante a contrarreforma. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 22(38), 192-209. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v22i38p192-209
Seção
Artigos