Dúvida: uma doutrina de descoberta em design.

  • Romilson Marco Santos Centro Universitário do Sul de Minas. Varginha, MG.
Palavras-chave: Pragmaticismo. Semiótica. Descoberta. Design. Dúvida. Peirce, Charles Sanders (1839-1914).

Resumo

O objetivo deste trabalho é procurar entender a dúvida como fator inerente ao processo de descoberta em design. Logo, faz-se necessário o deslocamento da criação em design para a descoberta em design. Tratase, na verdade, de entender que a doutrina da dúvida como descoberta em design parte, portanto, da representação da realidade a partir dos signos icônicos e indiciais, na mesma medida em que temos a supressão da representação da realidade pelo signo simbólico. Desse modo, a doutrina da descoberta em design visa a atingir um posicionamento menos equivocado, no que diz respeito a pensar o design.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BORTOLOTTI, Ricardo G. Signos da perfeição: a função do hábito no pensamento de Charles S. Peirce e suas fundamentações escolásticas. 2002. 210 f. Tese (doutorado) _ Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Curso de Pós-Graduação em Filosofia.

BONSIEPE, Gui. Design, cultura e sociedade. – São Paulo: Blucher, 2011.

BONSIEPE, Gui. Design como prática de projeto. São Paulo: Blucher, 2012.

BUCHANAN, R. Wicked Problems in Design Thinking. Design Issues: Vol. VIII, Number 2, 1992.

CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

FERRARA, Lucrécia D`Alessio. Ver a cidade: cidade, imagem, leitura. – São Paulo: Nobel, 1988.

FERRARA, Lucrécia D`Alessio. A estratégia dos signos. São Paulo: Perspectiva, 1986.

FERRARA, Lucrécia D`Alessio.Do Desenho ao Design: um percurso semiótico? Revista Galáxia.(on-line) São Paulo, 2004

FESSORE, Gisele Molinari. O Pragmatismo como método: em busca de um terceiro grau de clareza. Dissertação ( Mestrado em Filosofia) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

IBRI, Ivo Assad. Semiótica e Pragmatismo: Interfaces Teóricas. Cognitio, São Paulo, v.5,n.2, p. 168-179, 2004.

IBRI, Ivo Assad. Kósmos Poietikós. Criação e Descoberta na Filosofia de Charles S. Peirce. Tese de Doutorado. Filosofia USP, 1994.

IBRI, Ivo Assad. Kósmos Poietikós. O paciente objeto da semiótica. O falar da linguagem. São Paulo: Lovise, v.2, n.2, p. 115-119, 1996.

IBRI, Ivo Assad. Kósmos Poietikós. Kósmos Noetós. A arquitetura Metafísica de Charles S. Peirce. São Paulo, Paulus, 2015.

KAZAZIAN, Thierry. Haverá a idade das coisas leves: design e desenvolvimento sustentável. – São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2005.

MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

PEIRCE, Charles Sanders. Escritos Coligidos. São Paulo: Abril Cultural, 1974.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica e Filosofia. São Paulo: Cultrix, 1993.

PEIRCE, Charles Sanders. Antologia Filosófica. Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1998.

SANTAELLA, Lucia. A Teoria Geral dos Signos. Como as linguagens significam as coisas. São Paulo: Editora Pioneira, 2000.

SANTAELLA, Lucia.Produção de Linguagem e Ideologia. São Paulo: Cortez, 1996.

Publicado
2017-04-28
Como Citar
Santos, R. (2017). Dúvida: uma doutrina de descoberta em design. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 24(42), 88-101. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v24i42p88-101
Seção
Artigos