Intervenção estrutural e construtiva em edifícios antigos: enquadramento metodológico

Palavras-chave: Edifícios antigos, Intervenções estruturais e construtivas, Enquadramento metodológico

Resumo

O presente artigo tem como principal propósito apresentar e discutir metodologias de intervenção, focalizadas nos domínios estrutural e construtivo, em edifícios antigos de arquitetura corrente portadores de valor cultural. Na sua gênese, está o entendimento de que grande parte da intervenção que atualmente impende sobre este edificado, se caracteriza pela sua natureza fachadista, frequentemente de reconstrução integral do edifício e com total desconsideração dos valores culturais que os próprios materiais e técnicas construtivas tradicionais que o materializam lhe aportam. Procura-se, assim, através de uma breve revisão das principais recomendações hoje estabelecidas em matéria de conservação e reabilitação de edifícios antigos e da correspondente definição de uma metodologia genérica de intervenção, discutir diferentes abordagens e procedimentos correntes na prática, em correspondência com a natureza dos edifícios intervencionados, para, reconhecida a necessidade de uma aproximação específica para o grupo dos edifícios antigos correntes com valor cultural, apresentar sumariamente alguns estudos recentemente conduzidos, visando a discussão e o desenvolvimento de soluções e abordagens que facilitem a adoção de boas práticas nas respectivas obras de reabilitação, tomando como referência o caso particular da Casa Burguesa do Porto, do século XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rui Fernandes Póvoas, Universidade do Porto. Faculdade de Arquitetura.

Grupo de Tecnologia da Construção.

Áreas de Conservação e Reabilitação de Edifícios Antigos e de História da Construção.

 

Referências

AGUIAR, José. Cor e cidade histórica: estudos cromáticos e conservação do património. 1. ed. Porto: Faup, 2002.

ALBERTI, Leon Battista. Da arte edificatória. Tradução de Arnaldo Monteiro do Espírito Santo. Lisboa: FCG, 2011. (Edição original: 1485)

AMERICAN SOCIETY OF CIVIL ENGINEERS. ASCE 31-03: seismic evaluation of existing buildings. Reston: American Society of Civil Engineers, 2003.

AMERICAN SOCIETY OF CIVIL ENGINEERS. ASCE 41-06: seismic rehabilitation of existing buildings. Reston: American Society of Civil Engineers, 2007.

APPLETON, João Augusto da Silva. Reabilitação de edifícios antigos: patologias e tecnologias de intervenção. Amadora: Orion, 2003.

BAPTISTA, Maria Manuela Pestana de Vasconcelos Felgueiras. Logradouros no edificado corrente portuense: da horta ao terreno edificável: estudo de casos integrados em propostas de reabilitação arquitectónica. Dissertação (Mestrado Integrado em Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura, Universidade do Porto, Porto, 2009.

BERTULI, Roger. et al. Diagnostic et renforcement du bâti existant vis-à-vis du séisme. Marne-la-Vallée: AFPS-CSTB, 2013a.

BERTULI, Roger. et al. Annexes: diagnostic et renforcement du bâti existant vis-à-vis du séisme. Marne-la-villée: AFPS-CSTB, 2013b.

CEN. EN 1998-3: Eurocode 8: design of structures for earthquake resistance: part 3: assessment and retrofitting of buildings. Brussels: CEN, 2005. Disponível em: http://bit.ly/2OZYyP7. Acesso em: 6 dez. 2019.

CHOAY, Françoise. A alegoria do património. Lisboa: Edições 70, 2000.

CÓIAS, Vitor. Inspecções e ensaios na reabilitação de edifícios. Lisboa: IST Press, 2006.

CÓIAS, Vitor. Reabilitação estrutural de edifícios antigos. 2. ed. Lisboa: Argumentum/Gecorpa, 2007.

CONSEIL INTERNATIONAL DU BÂTIMENT. Guide for the structural rehabilitation of heritage buildings. Ottawa: CIB Publication 335, 2010.

COUNCIL OF EUROPE. European charter of the architectural heritage. Strasbourg: Council of Europe, 1975.

D’AYALA, Dina; LAGOMARSINO, Sergio. Performance-based assessment of cultural heritage assets: outcomes of the European FP7 PERPETUATE project. Bulletin of Earthquake Engineering, New York, v. 18, n. 1, p. 5-12, 2015.

ECSCT. Charter of European cities & towns towards sustainability. In: EUROPEAN CONFERENCE ON SUSTAINABLE CITIES & TOWNS, 1., 1994, Aalborg. Disponível em: http://bit.ly/2Lwsekx. Acesso em: 6 dez. 2019.

ENCONTRO SOBRE PATOLOGIA E REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS, 1., 2003, Porto. Anais […]. Porto: Feup, 2003.

ENCONTRO SOBRE PATOLOGIA E REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS, 2., 2006, Porto. Anais […]. Porto: Feup, 2006. 2 v.

ENCONTRO SOBRE PATOLOGIA E REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS, 3., 2009, Porto. Anais […]. Porto: Feup, 2009. 2 v.

ENCONTRO SOBRE PATOLOGIA E REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS, 4., 2012, Porto. Anais […]. Santiago de Compostela: Colexio Oficial de Arquitectos de Galicia, 2012.

FEDERAL EMERGENCY MANAGEMENT AGENCY. Prestandard and commentary for the seismic rehabilitation of buildings: Fema 356. Washington, DC: Fema, 2000.

FEDERAL EMERGENCY MANAGEMENT AGENCY. Techniques for the seismic rehabilitation of existing buildings: Fema 547. Washington, DC: Fema, 2006.

FREITAS, Vasco Peixoto. (coord.). Manual de apoio ao projecto de reabilitação de edifícios antigos. Porto: Feup, 2012.

GIACOMINI, Fernanda Corrêa; PÓVOAS, Rui Fernandes. Os edifícios antigos de arquitetura corrente em centros históricos no contexto do patrimônio cultural: especificidades e condicionantes para projetos de intervenção arquitetônica. Pós, São Paulo, v. 18, n. 29, p. 174-195, 2011.

ICATHM. The Athens charter for the restoration of historic monuments. In: INTERNATIONAL CONGRESS OF ARCHITECTS AND TECHNICIANS OF HISTORIC MONUMENTS, 1., 1931, Athenas. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011. Disponível em: http://bit.ly/34X66rn. Acesso em: 6 dez. 2019.

ICOMOS. The Declaration of San Antonio. In: INTERAMERICAN SYMPOSIUM ON AUTHENTICITY IN THE CONSERVATION AND MANAGEMENT OF THE CULTURAL HERITAGE, 1996, San Antonio. Proceedings […]. Washington, DC: US/Icomos, 1999.

ICOMOS. The Nara document on authenticity. In: CONFERENCE ON AUTHENTICITY IN RELATION TO THE WORLD HERITAGE CONVENTION, 1994, Nara. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2001.

ICOMOS. Carta de Veneza, 1964. In: LOPES, Flávio; CORREIA, Miguel Brito. Património arquitectónico e arqueológico: cartas recomendações e convenções internacionais. Lisboa: Livros Horizonte, 2004a. p. 103-108.

ICOMOS. Carta de Washington, 1987. In: LOPES, Flávio; CORREIA, Miguel Brito. Património arquitectónico e arqueológico: cartas recomendações e convenções internacionais. Lisboa: Livros Horizonte, 2004b. p. 215-218.

ICOMOS. Carta de Cracóvia, 2000. In: LOPES, Flávio; CORREIA, Miguel Brito. Património arquitectónico e arqueológico: cartas recomendações e convenções internacionais. Lisboa: Livros Horizonte, 2004c. p. 289-296.

ICOMOS. The Paris Declaration on heritage as a driver of development. In: GENERAL ASSEMBLY OF THE INTERNATIONAL COUNCIL ON MONUMENTS AND SITES, 17., 2011, Paris. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011a.

ICOMOS. The Valletta Principles for the safeguarding and management of historic cities, towns and urban areas. In: GENERAL ASSEMBLY OF THE INTERNATIONAL COUNCIL ON MONUMENTS AND SITES, 17., 2011, Paris. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011b.

ICOMOS. The Declaration of Amsterdam. In: CONGRESS ON THE EUROPEAN ARCHITECTURAL HERITAGE, 1975, Amsterdam. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011c.

ICOMOS. Principles for the analysis, conservation and structural restoration of architectural heritage. In: GENERAL ASSEMBLY OF THE INTERNATIONAL COUNCIL ON MONUMENTS AND SITES, 14., 2003, Victoria Falls. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011d.

ICOMOS. Resolutions of the Symposium on the introduction of contemporary architecture into ancient groups of buildings. In: GENERAL ASSEMBLY OF THE INTERNATIONAL COUNCIL ON MONUMENTS AND SITES, 3., 1972, Budapest. Anais […]. Paris: Icomos, 2012.

ICOMOS. NARA+20: on heritage practices, cultural values, and the concept of authenticity, Heritage & Society, Abingdon, v. 8, n. 2, 2014.

INTERNATIONAL CONFERENCE ON INTERVENTION APPROACHES IN THE 20TH CENTURY ARCHITECTURAL HERITAGE, 1., 2011, Madrid. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011.

INTERNATIONAL CONFERENCE ON ENERGY EFFICIENCY AND HISTORIC BUILDINGS, 2., 2014, Madrid. Proceedings […]. Madrid: Fundación de Casas Históricas y Singulares y Fundación Ars Civilis, 2014.

ISC20C. Approaches for the conservation of 20th century architectural heritage: Madrid document. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON INTERVENTION APPROACHES IN THE 20TH CENTURY ARCHITECTURAL HERITAGE, 1., 2011, Madrid. Proceedings […]. Paris: Icomos, 2011.

ITÁLIA. Opcm n. 3274: primi elementi in materia di criteri generali per la classificazione sismica del territorio nazionale e di normative tecniche per le costruzioni in zona sismica. Gazzetta Ufficiale della Repubblica Italiana, Roma, n. 105, 8 maio 2003.

ITÁLIA. Opcm n. 3431: ulteriori modifiche ed integrazioni all’ordinanza del Presidente del Consiglio dei Ministri n. 3274 del 20 marzo 2003, recante “Primi elementi in materia di criteri generali per la classificazione sismica del territorio nazionale e di normative tecniche per le costruzioni in zona sismica”. Gazzetta Ufficiale della Repubblica Italiana: Roma, n. 107, 10 maio 2005.

JOKILEHTO, Jukka Ilmari. A history of architectural conservation: the contribution of English, French, German and Italian thought towards an international approach to the conservation of cultural property. 1986. Tese (Doutorado em Arquitetura) – University of York, York, 1986.

LOPES, Mário (coord.). Sismos e edifícios. Amadora: Orion, 2008.

MAIERHOFER, Christiane; KÖPP, Christian (coord.). Onsiteformasonry project: on-site investigation techniques for the structural evaluation of historic masonry buildings. Luxembourg: Publications Office of the European Union, 2006.

MILHAZES, Fábio Machado Cadeco. O reflexo da contemporaneidade na reabilitação do edificado corrente portuense: três temas de intervenção: estacionamento; circulações verticais; zonas de serviço. Estudo de casos integrados em propostas de reabilitação arquitectónica. Dissertação (Mestrado Integrado em Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura, Universidade do Porto, Porto, 2010.

MINISTRY FOR CULTURAL HERITAGE AND ACTIVITIES. Guidelines for evaluation and mitigation of seismic risk to cultural heritage. Roma: Gangemi Editore, 2007.

MOUROUX, Pierre (coord.). RISK-UE Project: an advanced approach to earthquake risk scenarios with applications to different European towns: final report. Orléans: BRGM, 2004.

NP EN 1998-1. Eurocódigo 8: projecto de estruturas para resistência aos sismos: parte 1: regras gerais, acções sísmicas e regras para edifícios. NP EN 1998-1:2010. Caparica: IPQ, 2010.

PAIVA, José Vasconcelos; AGUIAR, José; PINHO, Ana. Guia técnico de reabilitação habitacional. Lisboa: INH/LNEC, 2006. 2 v.

PITILAKIS, Kyriazis. et al. Systemic seismic vulnerability and risk analysis for buildings, lifeline networks and infrastructures safety gain: Syner-G Synthetic Document. Ispra: Institute for the protection and security of the citizen, 2013.

PÓVOAS, Rui Fernandes; TEIXEIRA, Joaquim; GIACOMINI, Fernanda Corrêa. Reabilitação de edifícios correntes de valor patrimonial: uma proposta de aproximação metodológica. In: SEMINÁRIO “CUIDAR DAS CASAS”: A MANUTENÇÃO DO PATRIMÓNIO CORRENTE, 2011, Porto. Anais […]. Porto: Icomos/Feup, 2011. p. 1-8.

RIVERA BLANCO, José Javier. De varia restauratione: teoria e historia de la restauración arquitectónica. Madrid: Abada, 2008.

SEMINÁRIO A INTERVENÇÃO NO PATRIMÓNIO: PRÁTICAS DE CONSERVAÇÃO E REABILITAÇÃO, 1., 2002, Porto. Anais […]. Porto: DGEMN/Feup, 2002.

SEMINÁRIO A INTERVENÇÃO NO PATRIMÓNIO: PRÁTICAS DE CONSERVAÇÃO E REABILITAÇÃO, 2., 2006, Porto. Anais […]. Porto: DGEMN/Feup, 2006.

SOCIÉTÉ SUISSE DES INGÉNIEURS ET DES ARCHITECTES. Evaluation de la sécurité structurale des ouvrages existants: mandat d’évaluation de la sécurité structurale, base de vérification de la sécurité structurale, vérification de la sécurité structurale, mesures propres à assurer la sécurité: directive/SIA, 462. Zurich: SIA, 1994.

SOCIÉTÉ SUISSE DES INGÉNIEURS ET DES ARCHITECTES. Vérification de la sécurité parasismique des bâtiments existants: directive/SIA, 2018. Zurich: SIA, 2004.

SOLÀ-MORALES, Ignasi. Teorias de la intervención arquitectónica. PH Boletín del Instituto Andaluz del Patrimonio Historico, [S. l.], n. 37, ano 9, p. 47-52, 2001.

TEIXEIRA, Joaquim. Salvaguarda e valorização do edificado habitacional da cidade histórica: metodologia de intervenção no sistema construtivo da Casa Burguesa do Porto. 2013. Tese (Doutorado em Arquitetura) – Faculdade de Arquitectura, Universidade do Porto, Porto, 2013.

UNESCO. Vienna memorandum. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON THE WORLD HERITAGE AND CONTEMPORARY ARCHITECTURE: MANAGING THE HISTORIC URBAN LANDSCAPE, 2005, Viena. Proceedings […]. Paris: Unesco, 2005. Disponível em: http://bit.ly/2PiYokM. Acesso em: 6 dez. 2019.

Publicado
2020-03-06
Como Citar
Póvoas, R. (2020). Intervenção estrutural e construtiva em edifícios antigos: enquadramento metodológico. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 27(50), e127549. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.posfau.2020.127549
Seção
Artigos