A Avaliação da Política Nacional de Saneamento Pós 64

  • Wilson Edson Jorge

Resumo

O presente artigo foi desenvolvido a partir da Tese de Doutoramento apresentada na FAUUSP, em setembro de 1987: “A Política Nacional de Saneamento Pós-64". O trabalho consistiu em uma avaliação sistemática e crítica da política de saneamento implantada em 1970, dando destaque às contradições que sobressaíram do processo, a fim de ultrapassar o discurso sobre o Plano e recorrer a uma crítica global sobre o mesmo, para entender aquelas contradições e os limites que o Plano apresentou. A política de saneamento urbano do Governo Federal só pode ser compreendida enquanto produto de vários interesses, dos quais os principais foram a política econômica mais ampla do Governo Federal, os interesses do BNH enquanto instituição financeira e os interesses do forte “lobby” público e privado que se cristalizou em torno daquela política

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

COUTINHO, Luciano G. Estrutura e Gênese da Administração Pública de São Paulo. Administração Centralizada do Setor Público Estadual: Saneamento Básico. FINEP-FUNDAP, São Paulo, 1978.

FAGNANI, Eduardo. O perfil da Intervenção Governamental no Saneamento Básico: Principais Dilemas em São Paulo. FUNDAP, São Paulo, 1984.

FONTENELLE, José Amaury Teles, et al. A Viabilidade Econômica dos Projetos e da Companhia Estadual de Saneamento, no Modelo do Planasa - Uma Análise Crítica. Sabesp, São Paulo, 1983.

JORGE, Wilson Edson. Planasa - A Política Nacional de Saneamento Pôs-64. São Paulo, 1987. Tese (dout.) - FAUUSP.

MARICATO, Erminia. Indústria da Construção e Política Habitacional. São Paulo, 1983. Tese (dout.)-FAUUSP.

MONTEIRO, José Roberto de A. P. do Rego. A Posição do Brasil Face à Década de Água. In: Engenharia Sanitária, Rio de Janeiro, v. 20, n. 4, 1981, p. 40.

Planasa - Avaliação e Perspectivas. In: Engenharia Sanitária, São Paulo, 1985, p. 392.

Planasa considera prioritário o Programa de Controle Operacional. In: Engenharia Sanitária, Rio de Janeiro, n. 1, jan./mar. 1985, p. 22.

Programa Estratégico de Desenvolvimento - 1978-1970, jul. de 1967.

REINACK, Klauss. Obras de Saneamento e Controle da Poluição das Águas da RMSP - Plano Diretor Sanegran. In: Separata de Revista DAE, São Paulo, ns. 110 e 111, 1977.

Sindicatos de Engenheiros no Estado de Minas Gerais, 1983, p. 9.

SOUZA, Berenice G. V. de. O BNH e a Política do Governo. Belo Horizonte, 1974. Diss. (mestr.)-FFCH, UFMG.

Publicado
1992-12-19
Como Citar
Jorge, W. (1992). A Avaliação da Política Nacional de Saneamento Pós 64. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 1(2), 21-34. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v1i2p21-34
Seção
nao definida