A Construção da Espacialidade Plástica Pesquisa Qualitativa/Abordagem Fenomenológica

  • Vera M. Pallamin

Resumo

A estruturação da espacialidade plástica, construída no âmbito do plano e da voluminosidade, é tratada como uma experiência estética, sob o ponto de vista fenomenológico. Introduz-se uma crítica ao enfoque objetivista em relação à mesma questão, fundamentando-se-a na obra de Maurice Merleau-Ponty (França, 1908-61), priorizando-se “Fenomenologia da Percepção”. A pesquisa desenvolve-se em termos qualitativos, efetivando-se a partir de trabalhos realizados por um grupo de graduandos em Arquitetura

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1992-12-19
Como Citar
Pallamin, V. (1992). A Construção da Espacialidade Plástica Pesquisa Qualitativa/Abordagem Fenomenológica. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 1(2), 55-64. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v1i2p55-64
Seção
nao definida