Notas sobre a contribuição do desenho industrial á arquitetura e a cidade

  • Alessandro Ventura Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Departamento de Projeto

Resumo

A principal preocupação do texto é discutir o uso de técnicas industriais pela arquitetura e refletir sobre suas repercussões na cidade. Nesta discussão procura-se estabelecer uma relação entre as técnicas de projeto do desenho industrial e da arquitetura, focalizando-a dentro de uma forma de pensamento produtivo típico da indústria. Abordamos a idéia de produção na cidade, procurando mostrar que seu desenho é fruto dos produtos que lhe são impostos e não por aqueles gerados por suas necessidades. Discorremos, assim, sobre a influência dos veículos automotores no desenho das cidades e sobre a necessidade de criar limitações a seu uso urbano. Alguns dados sobre a importância da indústria da construção são levantados, comparando-a à vitalidade e à relativa importância da indústria automobilística. Finalizamos abordando o tema da mobilidade, característica típica dos produtos industriais. Esta mobilidade construtiva pode vir a ser um elemento fundamental de inovação urbana e transformar a cidade em fruto de sua própria produção

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandro Ventura, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Departamento de Projeto
Professor do Departamento de Projeto FAUUSP

Referências

ANTHONY, Hugh. Houses: Permanence and prefabrication. 1945 apud RUSSEL, Barry. Building systems, industrialization, and architecture . Inglaterra: John Wiley & Sons, Norwich, 1981.

SANTOS, Angela Maria Medeiros Martins, PINHÃO, Caio Mareio de Ávila Martins. Panorama da indústria automobilística na América do Sul. BNDES Setorial, n. 8, p. 171-191, set. 1998.

CHERKEVIAN, Henry, BOLAFFI, Gabriel. Os caminhos do mal-estar social: Habitação e urbanismo no Brasil. Novos Estudos Cebrap, n. 50, p. 125-147, São Paulo, março 1998. Parte I: CHERKEVIAN, Henry. Habitação: Era preciso mudar... p. 126-136. Parte II: BOLAFFI, Gabriel. Urbanismo: Uma polis para a fruição dos seus habitantes, 136-147.

BRUNA, Paulo J. V. Arquitetura, industrialização e desenvolvimento. São Paulo: Editora Perspectiva, 1976.

CARDOSO, Fernando H.; CAMARGO, Cândido P. Ferreira de; KOWARICK, Lúcio; El desarrollo de São Paulo: Cultura y partipación. In: CASTELLS, Manuel. Imperialismo y urbanizacion em América Latina. Barcelona: Gustavo Gilli, 1973.

CUNHA, Mário Wagner Vieira da Cunha. Curso de introdução à economia. São Paulo.- FAUUSP, 1955.

FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estrutura produtiva empresarial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 1994.

KOWARICK, Lúcio, CAMPANÁRIO, Milton A. São Paulo: Metrópole do subdesenvolvimento industrializado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

CLAYSSEN, Dominique. Jean Prouvé: l ’idée constructive. Paris: Dunod, 1983.

ROLNIK, Raquel; KOWARICK, Lucio; SOMEKH, Nadia. São Paulo: Crise e mudança. São Paulo: Brasiliense, 1991.

SULLIVAN, Barry James. Industrialization in the building industry. Nova York: Van Nostrand Reinhold, 1980.

Publicado
2000-06-19
Como Citar
Ventura, A. (2000). Notas sobre a contribuição do desenho industrial á arquitetura e a cidade. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (9), 118-136. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i9p118-136
Edição
Seção
Produzindo a Pesquisa Nossos Olhares