A casa de Ulisses no labirinto de espelhos

A coluna e o vulto de Mario Henrique S. d`'Agostino: sobre-reflexões sobre as reflexões sobre as reflexões sobre a casa e o morar

  • Gustavo Rocha Peixoto Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Palavras-chave: Historiografia da arquitetura, Arquitetura e melancolia, Narrativas não lineares em arquitetura, Mário Henrique d’Agostino, Giambattista Vico

Resumo

O sonho de Telêmaco, entre morcegos melancólicos, dá início a uma  odisseia noturna pelos labirintos espelhados da historiografia da arquitetura. O livro A coluna e o vulto, publicado em 2017, trata das
“permutas de significados entre corpo e arquitetura.” O que deveria ser uma resenha daquele inovador ensaio de Mario Henrique d’Agostino, terminou por se converter em “mal disfarçado pretexto” para uma
profunda reflexão sobre os graus e direções da historiografia da arquitetura permeada por imaginação arquitetural e mitos literários de longa reverberação; por certezas e verdades; filologia e filosofia. Estão
convocados para depor em juízo Homero e James Joyce; Manfredo Tafuri, Rudolf Wittkower, Joseph Rykwert, Giambattista Vico e Marco Lucchesi; Le Corbusier, Stanley Kubrick e Lewis Carroll.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-03
Como Citar
Peixoto, G. (2018). A casa de Ulisses no labirinto de espelhos. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 25(47), 126-156. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v25i47p126-156
Seção
Artigos