Territórios ampliados: entre o ciber e o espaço

Palavras-chave: Território, Ciberespaço, Produção do espaço, Realidade aumentada

Resumo

Objetiva-se delimitar uma tratativa territorial híbrida por meio da vivência espacial e de artifícios midiáticos locativos. A temática territorial foi utilizada como abordagem de concepção espacial relacional e construção de um conceito que envolve as dinâmicas híbridas das mídias locativas associadas à realidade aumentada no ambiente da cidade. Portanto realizou-se a discussão teórica das relações territoriais culturais pautadas nas dinâmicas tecnológicas, apoiada num estudo do filósofo e sociólogo francês Henri Lefebvre sobre a produção do espaço. Verificou-se, em sua tríade dialética (prática espacial, espaço de representação e representação do espaço) expandida ao trinômio real/virtual/híbrido, a possibilidade de se determinar um espaço socialmente construído por relações conectadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

DELEUZE, Gilles. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In: DELEUZE, Gilles. Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992. p. 219-226.

DI MÉO, Guy. Composantes spatiales, formes et processus géographiques des identités. Annales de Géographie, Paris, v. 113, n. 638-639, p. 339-362, 2004.

GUATTARI, Félix. Espaço e poder: a criação de territórios na cidade. Espaço & Debates, São Paulo, v. 5, n. 16, p. 45-59, 1985.

HAESBAERT, Rogério. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

HAESBAERT, Rogério. Território e multiterritorialidade: um debate. GEOgraphia, Niterói, ano IX, n. 17, p. 19-46, 2007.

HAESBAERT, Rogério. Dos múltiplos territórios à multiterritorialidade. In: HEIDRICH, Álvaro Luiz et al. (org.). A emergência da multiterritorialidade: a ressignificação da relação do humano com o espaço. Porto Alegre: UFRGS Editora, 2008a. p. 19-36.

HAESBAERT, Rogério. Hibridismo, mobilidade e multiterritorialidade numa perspectiva geográfico-cultural integradora. In: SERPA, Angelo (org.). Espaços culturais: vivências, imaginações e representações. Salvador: EDUFBA, 2008b. p. 393-419.

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 17. ed. São Paulo: Loyola, 2008.

LEFEBVRE, Henri. The production of space. Maiden: Blackwell Publishing, 1991.

LEMOS, André. Cibercultura e mobilidade. A era da conexão. In: LEÃO, Lucia (org.). Derivas: cartografias do ciberespaço. São Paulo: Annablume, 2005. p. 17-45

LEMOS, André. Cidade e mobilidade. Telefones celulares, funções pós-massivas e territórios informacionais. MATRIZes, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 121-137, 2007.

LEMOS, André. Mídia locativa e territórios informacionais. In: SANTAELLA, Lucia; ARANTES, Priscila (org.). Estéticas tecnológicas: novos modos de sentir. São Paulo: Educ, 2008. p. 207-230.

LEMOS, André; QUEIROZ, Camila. Memórias soteropolitanas: realidade aumentada na cidade de Salvador. Revista Inclusão Social, Brasília, DF, v. 5, n. 2, p. 128-136, 2012.

LEVY, Pierre. O que é o virtual. São Paulo: Editora 34, 1996.

MASSEY, Doreen. Um sentido global do lugar. In: ARANTES, Antônio (org.). O espaço da diferença. Campinas: Papirus, 2000. p. 176-185.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2014.

SCHMID, Cristian. A teoria da produção espacial de Henri Lefebvre: em direção a uma dialética tridimensional. GEOUSP: Espaço e Tempo, São Paulo, n. 32, p. 89-109, 2012.

Publicado
2019-12-12
Como Citar
Valadares, A., & Teodoro, P. (2019). Territórios ampliados: entre o ciber e o espaço. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 26(49), e154021. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.posfau.2019.154021
Seção
Artigos