Modified Modern nos trópicos

Palavras-chave: Princípios modernos, Estandardização, Fachadas, Pós-guerra

Resumo

Este trabalho aborda os projetos das casas militares brasileiras, interpretados à luz do conceito de modified modern, utilizado nos Estados Unidos durante o segundo pós-guerra para designar uma prática da estandardização com variação na construção de residências para a classe média nos subúrbios. Esse período também foi marcado pelo estreitamento das relações internacionais e cooperações militares entre o Brasil e Estados Unidos, assim como pelo incentivo para a construção de vilas militares em ambos os países. Como essas casas foram projetadas e em que medida a cultura arquitetônica do modified modern foi incorporada na fronteira brasileira? A partir dessas questões, desenvolve-se uma trama narrativa que busca debater uma prática ainda pouco discutida no Brasil, a fim de ampliar o discurso revisionista das manifestações da arquitetura moderna e, especificamente, das suas variadas formas de apropriação. Trata-se, ainda, de uma tentativa de avançar na lacuna historiográfica de uma produção governamental pouco conhecida e destinada a um seleto grupo, mas que se mostrou dotada de especificidades dignas de nota.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Fialho Bonates, Universidade Federal da Paraíba. Departamento de Arquitetura e Urbanismo.

Professora Adjunta III da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Possui graduação no Curso de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em 2004, mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGAU-UFRN) em 2007, doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano da Universidade Federal de Pernambuco (MDU-UFPE) em 2016, com bolsa sanduíche da CAPES na School of Design da University of Pennsylvania entre 2013 e 2014.

Referências

BAUER, Catherine. Modern housing. Cambridge: The Riverside Press, 1934.

BRADLEY, Prentice. Standardization in the building industry and its influence on architectural development. In: ZUCKER, Paul (ed.). New Architecture and city planning. New York: Philosophical Library, 1944. p. 164-173.

BONATES, Mariana Fialho. Militares no home front. Projetos urbanos e arquitetônicos das áreas residenciais militares brasileiras no segundo pós-guerra. 2016. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Urbano) – Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016.

CHINELLI, Fernanda. Pesquisa e aliança: o trabalho de campo com mulheres de militares. In: CASTRO, Celso; LEIRNER, Piero (org.). Antropologia dos militares: reflexões sobre pesquisas de campo. Rio de Janeiro: FGV, 2009. p. 91-105.

COLOMINA, Beatriz. Domesticity at war. Cambridge, MA: The MIT Press, 2007.

CORREIA, Telma de Barros. Art déco e indústria: Brasil, décadas de 1930 e 1940. Anais do Museu Paulista, São Paulo, n. ser., v. 16, n. 2, p. 47-104, 2008.

CORREIA, Telma de Barros. A iniciativa privada e a transformação do espaço urbano e do território: Brasil, década de 1950. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL (XIII ENANPUR), 13., 2009, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: UFSC, 2009.

GOOD DESIGN FOR PRODUCTION. House & Home, Nova York, v. VI, n. 3, p. 104-144, 1954.

GUILLÉN, Mauro. The taylorized beauty of the mechanical: scientific management and the rise of modernist architecture. New Jersey: Princeton University Press, 2006.

JANJULIO, Maristela da Silva. A arquitetura doméstica da classe média paulistana nos anos 1950: o “bem viver” moderno. 2015. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

KOPP, Anatole. Quando o moderno não era um estilo e sim uma causa. São Paulo: Nobel, 1990.

KULIC, Vladimir; PARKER, Timothy; PENICK, Monica (ed.). Sanctioniong modernism: architecture and the making of postwar identities. Austin: University of Texas Press, 2014.

LARA, Fernando Luiz Camargos. Popular modernism: an analysis of the acceptance of modern architecture in 1950s Brasil. 2001. Thesis (Doctorate in Architecture) – University of Michigan, Ann Arbor, 2001.

LARA, Fernando Luiz Camargos. The rise of popular modernist architecture in Brazil. Gainesville: University Press of Florida, 2008.

LARA, Fernando Luiz Camargos. Modernism made vernacular: the Brazilian case. Journal of Architectural Education, Abingdon, v. 63, p. 41-50, 2009.

LARA, Fernando Luiz Camargos. Excepcionalidade do modernismo brasileiro. São Paulo: Romano Guerra Editora, 2018.

LE CORBUSIER. Towards a new architecture. Tradução Frederick Etchells. New York: Praeger Publishers, 1960. (Edição original: 1923).

MCCLEOD, Mary. “Architecture or revolution”: taylorism, technocracy, and social changes. Art Journal, Abingdon, v. 43, n. 2, p. 132-147, 1983.

MORGAN, Gareth. Images of organization. Thousand Oaks: Sage, 2006.

OCKMAN, Joan. Mirror images: technology, consumption, and the representation of gender in American architecture since World War II. In: EGGENER, Keith (ed.). American architectural history. Abingdon: Routledge, 2004. p. 342-351.

OLIVEIRA, Luanda. “Uma cidadezinha branca e cheia de movimento”: um estudo sobre os equipamentos e infraestrutura militares na evolução urbana da cidade de Natal. 2007. Dissertação (Mestrado em Urbanismo) – Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

PENICK, Monica. “Modern but not too modern”: House Beautiful and the American Style. In: KULIC, Vladimir; PARKER, Timothy; PENICK, Monica (ed.). Sanctioning modernism: architecture and the making of postwar identities. Austin: University of Texas Press, 2014. p. 219-243.

SMILEY, David. Making the modified modern. Perspecta, Cambridge, MA, v. 32, p. 39-54, 2001.

WRIGHT, Russell O. Chronology of housing in the United States. Jefferson: McFarland & Company, 2007.

ZUCKER, Paul (ed.). New Architecture and city planning. New York: Philosophical Library, 1944.

Publicado
2019-12-18
Como Citar
Bonates, M. (2019). Modified Modern nos trópicos. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 26(49), e155670. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.posfau.2019.155670
Seção
Artigos