A implantação de unidades de conservação em áreas de ocupação humana

  • Adriana Fernandes De Oliveira
Palavras-chave: Urbanização, meio ambiente, políticas de preservação, unidades de conservação e assentamento humano

Resumo

O problema da urbanização em áreas destinadas à preservação ambiental no Brasil ocorre concomitantemente à implantação de unidades de conservação, a partir da década de 30. Tal urbanização, geralmente, acontece de forma ilegal, quando: 1) realiza-se posteriormente à implantação de determinada unidade de conservação; 2) os assentamentos humanos preexistentes são incorporados, juridicamente, ao perímetro de preservação definido por lei. Surge, então, a questão central deste texto sobre o que fazer com os assentamentos humanos quando instituída a lei a definir o território a ser preservado. Para a melhor compreensão dessa problemática, realizamos um levantamento histórico relativo às políticas de gestão, legislação e ideários identificados nesse processo, desde sua origem até os dias atuais, sobretudo no Brasil e no estado de São Paulo. A relação entre urbanização e preservação ambiental tornou-se conflituosa, pois os ideais de preservação são opostos aos de uso e ocupação do solo pelo homem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-12-01
Como Citar
Oliveira, A. (2004). A implantação de unidades de conservação em áreas de ocupação humana. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (16), 68-80. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i16p68-80
Seção
Artigos