Entre a cópia, a importação e a originalidade: artes (e arquitetura) na década de 20, por intermédio das crônicas de Menotti del Picchia (1892-1977) e Mario de Andrade (1893-1945)

  • Ana Claudia Veiga de Castro Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Palavras-chave: Cidade de São Paulo, estilo nacional, arquitetura, imprensa, modernismo, nacionalismo, cosmopolitismo, transformações urbanas

Resumo

O trabalho enfoca as crônicas de dois escritores modernistas, Menotti del Picchia e Mario de Andrade, publicadas nos jornais Correio Paulistano e Diário Nacional, respectivamente órgãos do Partido Republicano Paulista e do Partido Democrático, durante a década de 20 em São Paulo. Trata-se de lançar luz sobre dois períodos dessa produção - o início e o final da década - abordando, por meio das crônicas, a discussão da busca e/ou construção de um estilo nacional nas artes e na arquitetura, em uma década marcada por intensas transformações urbanas e sociais, pela crise do poder oligárquico que dominou a República Velha e pelo despertar ideológico advindo com o fim da Primeira Guerra Mundial, enfatizando a relação dos cronistas com a oligarquia cafeeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2005-12-01
Como Citar
Castro, A. (2005). Entre a cópia, a importação e a originalidade: artes (e arquitetura) na década de 20, por intermédio das crônicas de Menotti del Picchia (1892-1977) e Mario de Andrade (1893-1945). Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (18), 76-92. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i18p76-92
Seção
Artigos