A experiência do Serviço do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional em São Paulo: o caso da restauração da Igreja de São Miguel, 1939-1941

  • Cristiane Souza Gonçalves
Palavras-chave: Patrimônio arquitetônico, preservação, restauração, SPHAN, Luis Saia

Resumo

O presente artigo - o primeiro de uma série de quatro textos - objetiva lançar luzes sobre as práticas de preservação do patrimônio arquitetônico, avaliando a experiência do então Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN), em território paulista. Por meio da análise de uma de suas obras de restauração pioneiras, avaliaremos os primeiros anos de atuação da instituição, buscando compreender não somente a estruturação de seus procedimentos internos, a formação das equipes, e as dificuldades colocadas tanto pelos escassos recursos disponíveis quanto pela falta de experiências anteriores, mas, sobretudo, procurando identificar os conceitos que guiaram as propostas de intervenção realizadas, bem como as técnicas e os métodos utilizados que permitiram, efetivamente, a preservação desses bens. A obra em prol da Igreja de São Miguel - listada entre os primeiros bens descobertos pelo SPHAN -, contou com a participação ativa de Mário de Andrade, inaugurando, com o Convento de Embu, as atividades da regional paulista, e indicando os rumos dos futuros trabalhos realizados sob a direção do arquiteto Luis Saia. A continuidade dessas análises dar-se-á nos três artigos seguintes, no qual estudaremos as intervenções no conjunto do sítio e Capela de Santo Antônio, em São Roque, na Casa de Câmara e Cadeia de Atibaia, e na Fazenda Pau D'Alho, em São José do Barreiro, percorrendo, deste modo, a trajetória de atuação do então SPHAN sobre o patrimônio edificado, até meados da década de 70. Buscando destacar as conexões que as intervenções selecionadas guardam entre si, avaliaremos, enfim, o modo como foram absorvidas as formulações dos principais teóricos, desde Viollet-le-Duc, e as posturas das primeiras recomendações internacionais para intervenção no patrimônio, tendo, como pano de fundo, o contexto cultural específico, brasileiro, da primeira metade do século 20.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-06-01
Como Citar
Gonçalves, C. (2006). A experiência do Serviço do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional em São Paulo: o caso da restauração da Igreja de São Miguel, 1939-1941. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (19), 92-111. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i19p92-111
Seção
Artigos