Metrópolis brasileras: sus desafios urbanos y perspectivas

  • Regina Maria Prosperi Meyer Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo; Laboratório de Urbanismo da Metrópole
  • Marta Dora Grostein Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo; Laboratório de Urbanismo da Metrópole
Palavras-chave: Metrópoles brasileiras, urbanização, urbanismo, rede metropolitana brasileira

Resumo

Este artigo aborda as metrópoles brasileiras do ponto de vista de suas questões urbanas e procura indicar suas potencialidades. A análise considera que, apesar da grande distinção entre as 26 unidades que compõem o quadro metropolitano brasileiro, há um conjunto de dinâmicas de transformação muito semelhante em todas elas. Para entender essas dinâmicas o artigo procura focalizar as alterações incorporadas no próprio processo de metropolização, as quais estão adquirindo características novas, tanto nas áreas mais centrais e consolidadas quanto nos novos arranjos espaciais nas escalas interurbanas e regionais. O artigo sublinha que ao longo das duas últimas décadas do século 20, as metrópoles brasileiras aprofundaram o duplo papel de agentes e arenas do processo de transformação socioeconômica, política e territorial vivido pelas regiões onde se localizam. Visto como uma grande riqueza da nação, seu quadro urbano metropolitano tem o potencial de criar, no território, o funcionamento de uma rede urbana metropolitana coesa e conectada. Rede a qual nascerá de trocas mais intensas e permanentes em diversos níveis, desde os culturais até os econômicos. O artigo aponta ser necessário traçar uma política metropolitana para o território nacional baseada no fortalecimento dos sistemas de grandes infra-estruturas, para que o atual" conjunto de metrópoles" passe a funcionar como uma genuína" rede metropolitana".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AN URBANIZING WORLD: Global report on human settlements 1996. Nova York: Oxford University Press, 1996.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CASTELLS, Manuel; HALL, Peter. Technopoles of the world. Londres: Routledge, 1996.

IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Infurb-FAUUSP. Gestão do uso do solo e disfunções do crescimento urbano. Avaliação e recomendações para a ação pública. (versão preliminar) Brasília: IPEA/Infurb, 1998.

IPEA, IE, NESUR, IBGE. Caracterização e tendências da rede urbana do Brasil. Campinas: Unicamp, IE, 1999.

IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). O Brasil na virada do milênio. Trajetória do crescimento e desafio do desenvolvimento. Brasília: IPEA, 1997.

IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Gestão do uso do solo e disfunções do crescimento urbano: Instrumentos de planejamento e gestão urbana em aglomerações urbanas: uma análise comparativa. IPEA/Infurb. Brasília: IPEA, v. 1, 2002.

KOOLHAAS, Rem; MAU, Bruce. S, M, L, XL. Roterdã: 010 Publishers, 1995.

MEYER, Regina M. Prosperi; GROSTEIN, Marta Dora; BIDERMAN, Ciro. São Paulo metrópole. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.

MONCLUS, Francisco Javier (Ed.). La ciudad dispersa – Suburbanización y nuevas periferias. Barcelona: Centre de Cultura Contemporânea de Barcelona, 1998.

RELATÓRIO NACIONAL BRASILEIRO ISTAMBUL + 5 (Assembléia Geral das Nações Unidas). Brasília: CNUAH-HABITAT, jun. 2001.

RELATÓRIO DA UNITED NATIONS CENTRE FOR HUMAN SETTLEMENTS (UN-HABITAT). State of world cities. Vancouver, Canadá: UM-HABITAT. Press & Media Relations Unit. Disponível em: habitat.press@unihabitat.org., 2006.

RIBEIRO, Luiz César de Queiroz (Org.). O futuro das metrópoles: Desigualdades e governabilidade. Rio de Janeiro: Revan/FASE, 1999.

ROCHA, Sonia. Pobreza no Brasil: O que mudou nos últimos 30 anos? Seminário Especial –

MINIFÓRUM EM HOMENAGEM AOS 40 ANOS DO IPEA. Estudos e Pesquisas, Rio de Janeiro: INAE –Instituto Nacional de Altos Estudos, n. 8, 2004.

MINIFÓRUM EM HOMENAGEM AOS 40 ANOS DO IPEA. As metrópoles brasileiras às vésperas do terceiro milênio. Econômica, Rio de Janeiro, n. 4, dez. 2000.

RONCAYOLO, Marcel. La ville et ses territoires. Editions Folio Essais. Paris: Gallimard, 1990.

SASSEN, Sakia. Cidades na economia mundial. São Paulo: Studio Nobel, 1998.

SECCHI, Bernardo. Nuovi Luoghi della Sociabilità: Il Progetto della Discontinuità. Ottagono. Veneza: Istituto Universitario di Architettura di Venezia, jan. 2001.

THÉRY, Hervé; MELLO, Neli Aparecida de. Atlas do Brasil: Disparidades e dinâmicas do território. São Paulo: Edusp/Imprensa Oficial, 2005.

VEIGA, José Eli. Cidades imaginárias: O Brasil é menos urbano do que se calcula. Campinas: Ed. Autores Associados, 2002.

Publicado
2006-12-01
Como Citar
Meyer, R., & Grostein, M. (2006). Metrópolis brasileras: sus desafios urbanos y perspectivas. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (20), 34-59. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i20p34-59
Seção
Artigos