Luz e tempo na melancolia I

  • Cláudio Soares Braga Furtado Universidade de Fortaleza
Palavras-chave: Tempo na arte, Melancolia 1, Dürer, Laocoonte, A hora e a vez de Augusto Matraga, Guimarães Rosa, luz

Resumo

A comparação entre as artes possibilita figurar o tempo como elemento comum entre a gravura renascentista de Dürer, a escultura romana de Laocoonte e o conto de Guimarães Rosa. A partir da leitura dessas artes distantes em forma, meios, época e lugar, descobrem-se mistérios aludidos em sutis sinais, que, se ainda não despertos na consciência criativa, estimulam interpretações. O papel da luz como unificadora das entidades tempo/espaço restabelece o princípio clássico da ut pictura poesis na leitura moderna.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-12-01
Como Citar
Furtado, C. (2009). Luz e tempo na melancolia I. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (26), 201-218. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i26p201-218
Seção
Artigos