O Sul por testemunha: declínio da hegemonia corbusiano-carioca e ascensão da dissidência paulista na arquitetura brasileira anos 50

  • Luís Henrique Haas Luccas Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Palavras-chave: Arquitetura moderna no Brasil, arquitetura moderna em São Paulo, estilo internacional, Palácio Legislativo do Rio Grande do Sul

Resumo

O texto examina a arquitetura moderna produzida no Brasil definida de modo reducionista como "estilo internacional". Resultante das influências convergentes de Mies van der Rohe, Marcel Breuer, Case Study House Program e Concretismo, entre outras, foi adotada em São Paulo com precedência, constituindo uma alternativa ao modelo hegemônico corbusiano-carioca vigente. Seu acento construtivo perseguia características como síntese, racionalismo, atemporalidade e conseqüente universalidade, afastando-se da matriz corbusiana e dos traços autóctones responsáveis pelo êxito internacional daquela. Esse padrão alternativo de arquitetura moderna teve sua influência irradiada para outras regiões do país, como a cidade de Porto Alegre, atingida proposta vencedora do concurso para o Palácio Legislativo Riograndense (1958), da autoria de dois arquitetos paulistas. Tal projeto pode ser considerado um "divisor de águas" na arquitetura local, contribuindo, igualmente, para demonstrar o "ponto de inflexão" da supremacia da escola carioca no âmbito nacional, que passaria a dividir espaço com aquela produção dissidente no decorrer dos anos 50.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL, Aracy. Arte para quê? São Paulo: Studio Nobel, 2003.

BARROS, Regina Teixeira de. Antônio Maluf – Arte concreta paulista. São Paulo: CosacNaify, 2002.

BRITO, Ronaldo. Neoconcretismo – Vértice e ruptura do projeto construtivo brasileiro. São Paulo: CosacNaify, 1999.

CARTER, Peter. Mies van der Rohe. An appreciation on the occasion, this month, of his 75th birthday. Revista Architectural Design, Londres, 1961.

CINTRÃO, Rejane; NASCIMENTO, Ana Paula. Grupo Ruptura: Revisitando a exposição inaugural – Arte concreta paulista. São Paulo: CosacNaify, 2002.

FAUSTO, Boris. História concisa do Brasil. São Paulo: Edusp/Imprensa Oficial do Estado, 2002.

FERRAZ, Geraldo. Ludwig Mies van der Rohe. Revista Habitat, São Paulo, n. 56, 1959.

GALEAZZI, Ítalo. Mies van der Rohe no Brasil. Projeto para o Consulado dos Estados Unidos em São Paulo, 1957-1962. Arquitextos, São Paulo, n. 56, 2005. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/ arquitextos/arq056/arq056_03.asp.

KIEFER, Flávio; MAGLIA, Viviane Villas Boas. Refinaria Alberto Pasqualini – Entrevista com os autores. Cadernos de Arquitetura Ritter dos Reis, Porto Alegre, n. 2, 2000.

LUCCAS, Luís Henrique Haas. A escola carioca e a arquitetura moderna em Porto Alegre. Arquitextos, São Paulo, n. 73, 2006. Dspon[ivel em: http://www.vitruvius.com.br/arquitextos/arq000/esp370.asp. Texto especial, n. 370.

LUCCAS, Luís Henrique Haas. Arquitetura moderna e brasileira: O constructo de Lucio Costa como sustentação. Arquitextos, São Paulo, n. 63, 2005. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/ arquitextos/arq000/esp323.asp. Texto especial, n. 323.

LUCCAS, Luís Henrique Haas. Arquitetura moderna brasileira em Porto Alegre: Sob o mito do “gênio artístico nacional”. 2004. Tese (Doutorado em Arquitetura) – PROPAR-UFRGS, Porto Alegre, 2004.

MACCOY, Esther. Case study houses, 1945-1962. Santa Mônica: Hennesey+Ingalls, 1977.

MARTINS, Lineu. Muito edifício, pouca arquitetura. Revista do Globo, Rio Grande do Sul, n. 711, 1958.

SAIA, Luís. Ludwig Mies van der Rohe. Revista Habitat, São Paulo, n. 22, 1955.

SEGAWA, Hugo. Oswaldo Arthur Bratke. São Paulo: ProEditores Associados, 1997.

XAVIER, Alberto et al. Arquitetura moderna paulistana. São Paulo: Pini, 1983.

ZANINI, Walter. História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 1983.

Publicado
2010-06-01
Como Citar
Luccas, L. (2010). O Sul por testemunha: declínio da hegemonia corbusiano-carioca e ascensão da dissidência paulista na arquitetura brasileira anos 50. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, (27), 46-65. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v0i27p46-65
Seção
Artigos