Teoria e método no campo da restauração

  • Claudia dos Reis e Cunha Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP)
Palavras-chave: Teorias do restauro. Metodologia da restauração. Restauração. Conservação. Patrimônio arquitetônico. Preservação de bens culturais.

Resumo

As reflexões apresentadas neste texto tratam da preservação de ambientes e edificações de interesse histórico-cultural, focando-se nas aquisições teóricas do campo da restauração, como instrumental básico para a ação preservacionista. O objetivo principal é lançar pontos para um debate a respeito das questões teóricas que deveriam guiar as ações práticas de intervenção que visam à preservação de monumentos históricos, as quais, em muitos casos, são ignoradas ou mal compreendidas. Pretende realçar a importância da reflexão teórica, não apenas como meio de circunscrever um campo de ação válido em relação à preservação dos bens culturais, como também de orientar o estabelecimento de uma adequada metodologia de intervenção, para que as decisões tomadas sejam fruto de considerações fundamentadas e judiciosas, compatíveis com a responsabilidade das quais estão imbuídas, e a fim de serem garantidas as condições de preservação das memórias individuais e coletivas, das quais os conjuntos urbanos e edifícios são a materialização. Não se trata de defender a adoção de um endereço teórico específico, mas de enfatizar a necessidade da reflexão teórica como parte intrínseca do fazer restauro, que não pode ser reduzido a uma ação de natureza unicamente técnica, mas deve ser visto como um problema de natureza histórico-crítica a ser resolvido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia dos Reis e Cunha, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP)
Professora na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design da Universidade Federal de Uberlândia (FAUeD-UFU). Arquiteta e especialista em História e Cultura pela Universidade Metodista de Piracicaba, mestre e doutora em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP), com estágio de pesquisas na Università degli Studi di Roma “La Sapienza”.

Referências

ARGAN, Giulio Carlo. História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BONELLI, Renato. Verbete: Il restauro architettonico, In: Enciclopedia Universale dell’Arte. Novara, Istituto Geografico de Agostini, 4. ed., 1983. p. 344-351.

BONELLI, Renato. Scritti sul restauro e sulla critica architettonica. Roma: Bonsignori Editore, 1995.

BRANDI, Cesare. Teoria da Restauração. São Paulo: Ateliê Editorial, 2004.

CARBONARA, Giovanni. Avvicinamento al restauro. Napoli: Liguori, 1997.

CARBONARA, Giovanni. Brandi e a restauração arquitetônica hoje, In: Desígnio – Revista de História da Arquitetura e do Urbanismo, São Paulo, n. 6, p. 35-47, nov. 2007.

CARBONARA, Giovanni. Il restauro critico, In: BOSCARINO, Salvatore; CARBONARA, Giovanni; PASTOR, Valeriano;

PIRAZZOLI, Nullo. Il progetto di restauro: interpretazione critica del testo architettonico. Trento: Comitato Giuseppe Gerola, 1988. p. 27-37.

PIRAZZOLI, Nullo. La reintegrazione dell’imagine. Roma: Bulzoni, 1976.

CARTAS PATRIMONIAIS. Rio de Janeiro: IPHAN, 2. ed., 2000.

CASIELLO, Stella (a cura di). Verso una storia del restauro. Dall’età classica al primo Ottocento. Firenze: Alinea, 2008.

CERVELLATI, Pier Luigi. La città bella. Il recupero dell’ambiente urbano. Bologna: Società Editrice Il Mulino, 1991.

CORDARO, Michele. Metodologia del restauro e progetto architettonico, In: Bollettino d’Arte, Roma, v. 71, supp.1, p. 65-68, genn/apr, 1986.

CORDARO, Michele. Restauro e tutela: scritti scelti (1969-1999), In: Annali dell’Associazione Ranuccio Bianchi Bandinelli, n. 8, 2000.

DE ANGELIS D’OSSAT, Guglielmo. Sul restauro dei monumenti architettonici: concetti, operatività, didatica. Roma: Bonsignore Editore, 1995.

DE FUSCO, Renato. Dov’era ma non com’era. Il patrimonio architettonico e l’occupazione. Firenze: Alinea, 1999.

DEZZI BARDESCHI, Marco. Restauro: punto e da capo. Frammenti per una (impossibile) teoria. Milano: Franco Angeli, 7. ed., 2005.

GIOVANNONI, Gustavo. L’urbanisme face aux villes anciennes. Paris: Seuil, 1998.

KANTER, Laurence. The Reception and Non-Reception of Cesare Brandi in America, In: Future Anterior, Minneapolis, v. 4, n.1, p. 30-43, Summer, 2007.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Arquitetura do Ferro e Arquitetura Ferroviária em São Paulo. Reflexões sobre a sua preservação. São Paulo: Ateliê Editorial, 1998. p. 179-182.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Quatremère de Quincy e os verbetes Restauração, Restaurar, Restituição e Ruína, In: Rotunda, Campinas, n. 2, p. 100-117, ago. 2003.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Restauração hoje: método, projeto e criatividade, In: Desígnio – Revista de História da Arquitetura e do Urbanismo, São Paulo, n. 6, p. 19-34, nov. 2007.

LA REGINA, Francesco. Architettura e “coscienza del passato”. Appunti per uma ricerca sulle origini e sul significato del restauro moderno: l’antichità classica, In: CASIELLO, Stella (a cura di). Restauro dalla teoria alla prassi. Napoli: Electa Napoli, 2000. p. 28-30.

LUMIA, Chiara. A proposito del restauro e della conservazione. Roma: Gangemi Editore, 2003.

MARAMOTTI, Anna Lucia. Rapporto fra le teorie del restauro critico e le estetiche neo-idealiste, In: Restauro. Quaderni di restauro dei monumenti e di urbanistica dei centri antichi, v. 14, n. 80, p. 36- 64, 1985.

MARCONI, Paolo. Conoscenza storica e progetto, In: Bollettino d’Arte, Roma, v. 71, supp.1, p. 59-63, genn/apr, 1986.

MIARELLI MARIANI, Gaetano. Centri storici. Note sul tema. Roma: Bonsignori Editore, 1993.

PHILIPPOT, Paul. Saggi sul restauro e dintorni. Antologia. Roma: Bonsignori Editore, 1998.

TORSELLO, B. Paolo. Restauro architettonico. Padri, teorie, immagini. Milano: Franco Angeli, 7. ed., 2001.

TORSELLO, B. Paolo; et alli. Che cos’è il restauro?. Venezia: Marsilio, 2005.

Publicado
2012-06-20
Como Citar
Cunha, C. (2012). Teoria e método no campo da restauração. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 19(31), 98-115. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v19i31p98-115
Seção
Artigos