A liberdade divina e a liberdade humana em Spinoza: convergências e divergências

  • Caíque Silva Coelho Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: liberdade, substância, modo

Resumo

Este artigo propõe examinar de que maneira e em que medida a liberdade humana se relaciona com a liberdade de Deus, tal como ambas são compreendidas no sistema filosófico erigido pela Ética de Spinoza. A determinação da natureza da liberdade do ser humano exigirá a sua compatiblização com a substância absolutamente infinita, isto é, Deus ou simplesmente a natureza. Sendo o homem para Spinoza uma modificação certa e determinada da substância infinita, será preciso entender as convergências e divergências que uma noção de liberdade humana terá que operar em relação à definição de liberdade exposta na Parte I da Ética, definição esta que, a rigor, só se aplicaria à própria substância
Publicado
2017-08-15
Como Citar
Coelho, C. (2017). A liberdade divina e a liberdade humana em Spinoza: convergências e divergências. Primeiros Escritos, (8), 181-194. https://doi.org/10.11606/issn.2594-5920.primeirosestudos.2017.136806
Edição
Seção
Artigos