Família, Justica e Política:

notas críticas sobre a distinção público-privado

  • Pedro Casalotti Farhat Universidade Federal do ABC
Palavras-chave: liberalismo, feminismo, público, privado, família

Resumo

Partindo da distinção liberal tradicional entre público e privado, nós concebemos a trajetória que inicia com o liberalismo de John Rawls e desemboca nas críticas feministas das filósofas Susan Okin e Seyla Benhabib ao liberalismo de Rawls. Com estas críticas e desenhando seus esforços, nós concebemos um entendimento acerca da distinção inicial, profundamente marcada pela tradição, apenas para indicar ao final um modelo teórico que poderia garantir a participação política de mulheres e outros grupos historicamente excluídos do espaço público e das disputas de poder.

Referências

ACKERMAN, Bruce. Social Justice in the Liberal State. New Haven: Yale University Press, 1980.
BENHABIB, Seyla. Situating the self. Gender, community and postmodernism in contemporary ethics. New York: Routledge, 1992.
KEARNS, Deborah. A Theory of Justice – and Love: Rawls on the Family. Politics (Journal of the Australian political Studies Association). v. 18, n. 2, p. 36-42, 1983.
KUKATHAS, Chandran; PETTIT, Philip. ‘Uma teoria da justiça’ e os seus críticos. Tradução de Maria Carvalho e revisão científica de Henrique da Silva Seixas Meireles. 2ª ed. Lisboa: Gradiva, 2005.
NUSSBAUM, M. “Rawls and Feminism”. In: FREEMAN, S. (Ed.) The Cambridge Companion to Rawls. Cambridge: Cambridge University Press, pp. 488-520, 2003.
OKIN, Susan M. Gênero, o público e o privado. Estudos Feministas. Florianópolis: v. 16, n. 2, pp. 305-332, 2008.
___________ . Justice, Gender and the Family. New York: Basic Books, 1989.
OKIN, S. M.; MANSBRIDGE, J. Feminism. In: GOODIN, Robert E.; PETTIT, Philip.; POGGE, Thomas (Org.). A companion to contemporary political philosophy. MA, USA: Blackwell Publishing, pp. 332-359, 2007.
PATEMAN, C. ‘The Disorder of Women’: Women, Love, and the Sense of Justice. Ethics. Chicago. v. 91, n. 1, p. 20-34, 1980.
RAWLS, J. A Theory of Justice. Revised edition. Cambridge, Massachusetts: Belknap Press of Harvard University Press, 1999. Tradução consultada: ___________ . Uma teoria da justiça. Edição revista. Tradução de Jussara Simões. Revisão técnica e da tradução de Álvaro de Vita. São Paulo: Martins Fontes, 2008.
___________ . Political Liberalism. Expanded edition. New York: Columbia University Press, 2005. Tradução consultada: __________ .O liberalismo político. Edição ampliada. Tradução de Álvaro de Vita. São Paulo: Martins Fontes, 2011.
WEST, R. The Feminist-Conservative Anti-Pornography Alliance and the 1986 Attorney General’s Commission on Pornography Report. Law Social Inquiry. Chicago, v. 12, n. 4, pp. 681-711, 1987
Publicado
2020-05-23
Como Citar
Farhat, P. (2020). Família, Justica e Política:. Primeiros Escritos, (10), 236-265. https://doi.org/10.11606/issn.2594-5920.primeirosescritos.2020.155720
Seção
Artigos