Movimentos migratórios em tempos de globalização:

hospitalidade x hostilidade

  • Carlos Otavio Pereira dos Santos Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
  • Fernando Andrade Pinto Universidade de São Paulo
  • Victor Gomes Barcellos Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Palavras-chave: Movimentos Migratórios, Hospitalidade, Hostilidade

Resumo

A instabilidade econômica e política do Brasil e do mundo em geral, acabam provocando um falso medo - o medo do desemprego e da fome – sentimento esse, que uma vez instalado na sociedade como um todo, abre espaços para a violência verbal ou física contra as populações socialmente marginalizadas, como mulheres, negros e imigrantes. Os atuais fluxos migratórios no Brasil vêm acarretando modificações espaciais, que ultrapassam a antiga ideia de fronteira e de seus limites. Ao romper com essa barreira o indivíduo acaba por entrar em um campo totalmente novo e desconhecido, ficando exposto ao extremo do que se pode chamar de Hospitalidade, ou seja, à mercê da Hostilidade, tal como se pretende demonstrar neste trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Otavio Pereira dos Santos, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

Estudante na Escola de Comunicações e Artes (Turismo) da Universidade de São Paulo (São Paulo).

Fernando Andrade Pinto, Universidade de São Paulo

Estudante na Escola de Comunicações e Artes (Turismo) da Universidade de São Paulo (São Paulo).

Victor Gomes Barcellos, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Mestrando em Ciência da Informação do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia em parceria com a Escola de Comunicação da UFRJ (Rio de Janeiro).

Publicado
2018-08-28
Como Citar
Santos, C., Andrade Pinto, F., & Barcellos, V. (2018). Movimentos migratórios em tempos de globalização:. Cadernos PROLAM/USP, 17(32), 102-113. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2018.146489