INDIGENISMOS E AMERICANISMOS NA CONQUISTA DAS AMÉRICAS

  • Bruno José Betti Galasso Programa Interunidades de Integração da América Latina. Universidade de São Paulo.
Palavras-chave: América Latina, Cultura latino-americana.

Resumo

Neste trabalho apresenta-se um breve estudo da filologia e a lingüística americana, através
dos vocabulários bilíngües compostos da época colonial. Conquanto tenha sido apreciado seu valor
como dicionários das línguas ameríndias, até agora não se valorizou sua especificidade como obras lexicográficas. Os repertórios indigenistas deveriam ser levados em conta na hora de elaborar uma história crítica da lexicografia americana. Não há dúvida de que as contribuições dos missionários foram decisivas para a história da cultura e da lingüística porque codificaram pela primeira vez o léxico das
línguas aborígenes de América, e o transladaram aos idiomas português e espanhol. Portanto, além de contribuir ao conhecimento desta parcela pouco explorada da lexicografia, nosso propósito consiste em aproveitar a bibliografia como fonte para descobrir o estado das línguas européias na América, mesmo que não sejam dicionários léxicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-12-01
Como Citar
Galasso, B. J. (2007). INDIGENISMOS E AMERICANISMOS NA CONQUISTA DAS AMÉRICAS. Brazilian Journal of Latin American Studies, 6(11), 57-72. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2007.82300
Seção
Artigos