TRÊS VARIANTES DO PERSONALISMO NA POLÍTICA DA AMÉRICA HISPÂNICA: O CAUDILHISMO, O BOLIVARIANISMO E O POPULISMO COMO EXPRESSÕES DE AFIRMAÇÃO REGIONAL

Autores

  • Francisco Mata Machado Tavares Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2011.82448

Resumo

Este artigo discute, sob prisma teorético-político, três variantes da legitimação carismática
do poder identificadas na América Hispânica em diferentes momentos históricos. O objetivo é
identificar os atributos comuns e as distinções entre o caudilhismo, o bolivarianismo e o populismo.
O argumento que se pretende justificar é o de que o personalismo político se relaciona significativamente
com a afirmação da autonomia subcontinental e, portanto, com a negação da legitimação
legal-racional consubstanciada no constitucionalismo de origem europeia. Haveria, assim, uma
paradoxal relação entre a autonomia dos cidadãos pressuposta no ideário constitucionalista e a
afirmação da autonomia local intrínseca às expressões de personalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Tavares, F. M. M. (2011). TRÊS VARIANTES DO PERSONALISMO NA POLÍTICA DA AMÉRICA HISPÂNICA: O CAUDILHISMO, O BOLIVARIANISMO E O POPULISMO COMO EXPRESSÕES DE AFIRMAÇÃO REGIONAL. Brazilian Journal of Latin American Studies, 10(18), 38-52. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2011.82448

Edição

Seção

Artigos