[1]
L. Costa e V. Rodríguez, A criminalização brasileira da mão-de-obra imigrante latino-americana em casas de jogos clandestinas, Cad. PROLAM/USP, vol. 18, nº 34, p. 164-181, dez. 2019.