Preconceito e bullying

marcas da regressão psíquica socialmente induzida

Palavras-chave: bullying, preconceito, personalidade, teoria crítica da sociedade

Resumo

Os objetivos da pesquisa a ser relatada, baseada nos estudos da teoria crítica da sociedade, são: distinguir formas de violência escolar – o bullying e o preconceito – e relacioná-las com tipos de personalidade. Foram utilizadas escalas que detectam o sadomasoquismo, o narcisismo, a manifestação de preconceitos e o bullying. Tais escalas foram aplicadas a 161 universitários paulistanos, com as hipóteses de que bullying e preconceito têm relação significante, mas não plena; que a manifestação de preconceito está associada com características de personalidades sadomasoquistas e narcisistas, e que a autoria do bullying está mais relacionada com características de personalidade narcisista; o que sofre o bullying, por sua vez, não estaria associado com nenhum tipo das características de personalidade avaliadas. Essas hipóteses foram confirmadas, o que, dentro do referencial teórico utilizado, fortalece a análise de que se o progresso social como fim em si mesmo aperfeiçoa a sociedade, ao mesmo tempo leva os indivíduos a regredirem psiquicamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-23
Como Citar
Crochick, J. L. (2019). Preconceito e bullying. Psicologia USP, 30, e190006. https://doi.org/10.1590/0103-6564e190006
Seção
Artigos