Estilos de cuidado materno em primatas

considerações a partir de uma espécie do Novo Mundo

Palavras-chave: apego, interação mãe-filhote, cuidado parental, infância, Sapajus

Resumo

Quando buscamos entender o comportamento humano, comparações com primatas não humanos são especialmente relevantes para identificar homoplasias (características semelhantes que evoluem independentemente em diferentes espécies). Neste artigo, apresentamos um estudo longitudinal de dois anos sobre o comportamento materno de macacos-prego (Sapajus spp.) em condições naturalísticas. Nossos resultados permitiram identificar estilos de cuidado distintos dentro de um contínuo de permissividade a proteção. O desenvolvimento observado do vínculo entre mães e filhotes sugere que o período de dependência de filhotes de macaco-prego envolve, além de processos de maturação física, o estabelecimento e desenvolvimento de processos psicológicos associados ao sistema de apego. É possível que a variabilidade de estilos maternos resultante da combinação de características de mães, filhotes e contextos socioecológicos, aliada ao prolongamento do vínculo de apego, pavimente caminhos para diferentes trajetórias de desenvolvimento. Como em humanos, esse pode ser um dos mecanismos pelos quais surgem e se consolidam as diferenças interindividuais nas populações adultas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-08
Como Citar
Verderane, M., & Izar, P. (2019). Estilos de cuidado materno em primatas. Psicologia USP, 30, e190055. https://doi.org/10.1590/0103-6564e190055
Seção
Artigos