A Escola de Vigotski e a educação escolar: algumas hipóteses para uma leitura pedagógica da Psicologia Histórico-Cultural

  • Newton Duarte Universidade Estadual Paulista J. M. Filho; Faculdade de Ciências e Letras; Departamento de Psicologia da Educação
Palavras-chave: Vygotsky^i1^sLev Semenov, Vygotsky^i1^s1896-1, Desenvolvimento infantil, Aprendizagem escolar, Linguagem, Educação

Resumo

O artigo apresenta cinco hipóteses para uma leitura pedagógica da Psicologia Histórica-Cultural (Escola de Vigotski): 1) para se compreender o pensamento de Vigotski e sua escola é indispensável o estudo dos fundamentos filosóficos marxistas dessa escola psicológica; 2) a obra de Vigotski precisa ser estudada como parte de um todo maior, aquele formado pelo conjunto dos trabalhos elaborados pela Psicologia Histórico-Cultural; 3) a Escola de Vigotski não é interacionista nem construtivista; 4) é necessária uma relação consciente para com o ideário pedagógico que esteja mediando a leitura que os educadores brasileiros vêm fazendo dos trabalhos da Escola de Vigotski; 5) uma leitura pedagógica escalonista dos trabalhos da Escola de Vigotski se contrapõe aos princípios pedagógicos contidos nessa escola psicológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1996-01-01
Como Citar
Duarte, N. (1996). A Escola de Vigotski e a educação escolar: algumas hipóteses para uma leitura pedagógica da Psicologia Histórico-Cultural . Psicologia USP, 7(1-2), 17-50. https://doi.org/10.1590/S1678-51771996000100002
Seção
Artigos Originais