Emoções em disputa

Usos do “amor” em manifestações

  • Bernardo Fonseca Machado Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Amor, disputa política, gênero, sexualidade

Resumo

O artigo pretende discutir os significados que o termo “amor” assumiu em duas circunstâncias de ação coletiva: as manifestações denominadas “mais amor em SP”, ocorridas em 2012, ano eleitoral na capital do estado de São Paulo; e a hashtag #LoveWins, iniciada em 26 de junho de 2015, após a Suprema Corte dos Estados Unidos aprovar a união civil entre pessoas do mesmo sexo. A questão que o trabalho procura responder é: como e por que o “amor” foi acionado nos debates políticos em questão? Ao que tudo indica, a aposta residiu justamente na capacidade de transcendência da emoção – ela superaria oposições (partidárias e sexuais). Ao valer-se de discursos com retórica emotiva, sujeitos produziram um argumento difícil de ser contestado, mobilizando um instrumento discursivo supostamente universal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-22
Como Citar
Machado, B. (2018). Emoções em disputa. Revista De Antropologia, 61(3). https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2018.152039
Seção
Artigos