Estreitando alianças, criando crentes moçambicanos

Notas sobre a cooperação entre a Igreja Universal do Reino de Deus e a Frelimo na cidade de Maputo

Palavras-chave: Igreja Universal do Reino de Deus, Moçambique, Frelimo, religião vivida

Resumo

A partir do trabalho de campo realizado entre jovens crentes da Igreja Universal do Reino de Deus em Maputo, capital de Moçambique, este artigo analisa os elementos que articulam a igreja, os fiéis e o partido governante, a Frelimo, em torno de uma comunidade de pertencimento chamada Família Universal Moçambique. Como ponto de partida, o texto realiza uma “análise de situação social” (Gluckman, 2010) da primeira visita oficial de um Presidente da República à sede nacional da IURD, um evento público que reuniu fiéis, não fiéis, lideranças religiosas e políticas durante a campanha eleitoral de 2014. Além deste evento, apresenta dados sobre a religião vivida (Hall, 1997; Orsi, 2010) cotidianamente pelos crentes e o posicionamento institucional da IURD no contexto moçambicano, ora incorporando, ora demonizando determinados aspectos da cultura local. Ao final, demonstra como a identidade iurdiana era acionada na construção de uma noção específica de ser moçambicano, quais moralidades estavam sendo disputadas como legítimas e o ideal de sociedade que se reivindicava discursiva e ativamente a partir do pertencimento religioso. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-19
Como Citar
Santos, L. (2019). Estreitando alianças, criando crentes moçambicanos. Revista De Antropologia, 62(3), 584 - 609. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2019.165231
Seção
Artigos