Política, religião e gênero nas Ilhas Maldivas

A construção de uma nação insular

Palavras-chave: Política, nação, turismo, islamismo, gênero

Resumo

Nas Ilhas Maldivas, há um nítido contraste entre, por um lado, o turismo organizado geralmente por agências internacionais de viagem voltado para ilhas ocupadas por hotéis luxuosos ou resorts, até pouco tempo a única forma de turismo permitida no país, e por outro, o turismo independente, recentemente permitido para a visitação de ilhas habitadas basicamente por pescadores. Uma legislação específica regulamenta as atividades nas ilhas-resorts, de cunho liberal, diferente daquela mais conservadora e baseada em preceitos islâmicos que regulamenta as relações sociais no restante do país. Essa dualidade – um país, duas legislações – pode ajudar a compreender a configuração histórica particular das relações de poder, assim como as interpretações das formas da experiência da religiosidade e as expressões de gênero, que estão na base da legitimação de ideologias conflituosas de elaboração da identidade nacional maldívia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-19
Como Citar
Gontijo, F. (2019). Política, religião e gênero nas Ilhas Maldivas. Revista De Antropologia, 62(3), 610 - 651. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2019.165234
Seção
Artigos