Na varanda, o silêncio

Hanseníase, esquecimento e esgotamento narrativo na Colônia de Antônio Diogo

Palavras-chave: Narrativas, Hanseníase, Esquecimento, Sofrimento

Resumo

O presente trabalho, resultado da pesquisa de campo que vem sendo desenvolvida na maior Colônia outrora destinada ao tratamento da hanseníase no Ceará, descreve um conjunto de situações etnográficas que apontam para práticas que tem que ver com uma certa resistência ao ato de narrar a dor da internação. Com o fim da política estatal de internação compulsória e a permanência dos antigos internos nas dependências da colônia, aparentemente os velhos moradores estão menos interessados em perguntas sobre os anos de reclusão, do que em diálogos sobre o que fizeram de suas vidas. O artigo, portanto, é uma tentativa de produzir uma etnografia da doença que desloca o foco da investigação da memória, em favor da atenção aos silêncios e aos processos de esquecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-04-09
Como Citar
Almeida, Rafael. 2020. “Na Varanda, O Silênci”o. Revista De Antropologia 63 (1), 35 - 58. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2020.168624.
Seção
Artigos