Perspectivismo contra o Estado

Uma política do conceito em busca de um novo conceito de política

Palavras-chave: Perspectivismo Ameríndio, Eduardo Viveiros de Castro, Cosmopolítica, Xamanismo, Antropoceno

Resumo

Este ensaio propõe uma discussão sobre as consequências políticas do conceito de perspectivismo ameríndio no pensamento de Eduardo Viveiros de Castro. Ele é composto de dois movimentos. O primeiro busca discutir e desdobrar a afirmação, de teor clastriano, de que o perspectivismo é a “cosmologia contra o Estado”. O segundo pretende refletir sobre a conexão possível entre o problema do perspectivismo e o da “cosmopolítica do Antropoceno”, que advém do debate sobre os efeitos das mudanças climáticas e, de maneira mais ampla, da crise da modernidade. Desses movimentos emerge a possibilidade de pensar um outro conceito de política, mais afeito à imaginação e à experiência indígenas, podendo servir de lição ou inspiração para o mundo não-indígena.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-04-27
Como Citar
Sztutman, Renato. 2020. Perspectivismo Contra O Estado. Revista De Antropologia 63 (1), 185 - 213. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2020.169177.
Seção
Artigos