Depois de Lévi-Strauss: um olhar sobre a antropologia francesa contemporânea

  • Erwan Dianteill Universidade de Paris Descartes
Palavras-chave: antropologia social, etnografia, epistemologia, França, Claude Lévi-Strauss

Resumo

Antropólogos franceses são herdeiros de Claude Lévi-Strauss, herdeiros do conjunto de conceitos, métodos e paradigmas lançados pelo autor, que eles aceitam, transformam ou criticam. Podemos identificar três tendências epistemológicas na antropologia contemporânea francesa, todas elas conectadas ao trabalho de Lévi-Strauss. A primeira tendência se inspira no estruturalismo, no intento de descrever "universais". A segunda ocupa uma posição oposta, seu principal objeto é a interpenetração de culturas e sociedades. A terceira tendência é experiencial: como podemos descrever nossa subjetividade em relações de alteridade? Essas três tendências se originam na famosa distinção entre antropologia, etnologia e etnografia, originalmente cunhada por Lévi-Strauss.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-01-01
Como Citar
Dianteill, E. (2010). Depois de Lévi-Strauss: um olhar sobre a antropologia francesa contemporânea. Revista De Antropologia, 53(1), 11-38. https://doi.org/10.1590/S0034-77012010000100001
Seção
Artigos