Reflexões críticas sobre a metodologia do estudo do fluxo de justiça criminal em caso de homicídios dolosos

Autores

  • Theophilos Rifiotis Universidade Federal de Santa Catarina
  • Andresa Burigo Ventura
  • Gabriela Ribeiro Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2010.36437

Palavras-chave:

Fluxo de Justiça, homicídio, metodologia.

Resumo

O presente trabalho discute a metodologia empregada no estudo do fluxo da Justiça Criminal em casos de homicídios dolosos, partindo do levantamento da literatura especializada e da revisão crítica da metodologia empregada em pesquisas realizadas sobre processos penais de homicídios julgados na Região Metropolitana de Florianópolis (SC) entre 2000 e 2003.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Theophilos Rifiotis, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor do Departamento de Antropologia da Universidade Federal de Santa Catarina. Realizou pós-doutorado na Université de Montréal (janeiro-setembro 2011) e na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris (outubro-janeiro 2012); e na Université de Montréalde 1999 a 2000. Mestrado na Universidade de Paris V - René Descartes (1982) e Doutorado na USP (1994). Vice-presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (ABCiber) de 2008 a 2011. Consultor ad hoc do CNPq, CAPES e FAPESP. Coordenador do LEVIS (Laboratório de Estudos das Violências) e do GrupCiber (Grupo de Pesquisa em Ciberantropologia) da UFSC.

Downloads

Publicado

2012-08-10

Como Citar

Rifiotis, T., Ventura, A. B., & Cardoso, G. R. (2012). Reflexões críticas sobre a metodologia do estudo do fluxo de justiça criminal em caso de homicídios dolosos. Revista De Antropologia, 53(2). https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2010.36437

Edição

Seção

Artigos